Queísmo

5 abr

Um dos vícios mais usuais em textos é do pronome relativo ‘que’. Usado para dar ligação entre ideias, a palavra pode muito bem ser substituída para dar melhor desenvoltura aos escritos.

Uma boa dica para quem sofre do queísmo é a utilização de períodos curtos. Já falamos sobre este tema aqui. Ao quebrar uma frase usando o esquema sujeito, verbo e complemente há uma grande chance de se evitar os ‘ques’ inconvenientes.

Às vezes, sou adepto do queísmo e meus textos acabam empobrecendo devido ao mal uso deste pronome. Válido para várias situações, o ‘que’ tem a função de ajudar, desde que usado com parcimônia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: