Rubens Barrichello: melhor piloto brasileiro dos últimos 18 anos

23 maio

Por Gabriel Duque

Montagem de fotos por Gabriel Duque

Segundo piloto mais experiente do atual grid  da F-1, Rubens Barrichello comemora mais um aniversário nesta segunda-feira, dia 23 de maio. O brasileiro completa 39 anos, só sendo superado pelo alemão Michael Schumacher, de 42 anos.

Rubinho merece reverência dos torcedores, que já estão acostumados a vê-lo em ação nas corridas da Fórmula 1 desde 1993, quando estreou no GP da África do Sul. Esta é a 19ª temporada em seu currículo.

Olhado por muitos como o sucessor natural do tricampeão Ayrton Senna, Barrichello não correspondeu às expectativas, já que não é nada fácil substituir um ídolo como Senna, ainda mais iniciando sua trajetória em equipes pequenas. Mas ele traçou seu próprio caminho, cresceu aos poucos na Jordan, se destacou junto com a surpreendente Stewart em 1999, em uma época que apenas os seis primeiros pontuavam, e chegou à Ferrari.

Na escuderia italiana, conseguiu sua primeira vitória no inesquecível GP da Alemanha de 2000, porém não foi páreo para um rei das pistas – o melhor de seu tempo – Michael Schumacher. Coadjuvante, Rubinho permaneceu no time de Maranello até o fim de 2005, subindo por nove vezes no lugar mais alto do pódio e conquistando dois vice-campeonatos (2002 e 2004).

Veja abaixo o vídeo da primeira vitória de Rubens Barrichello:

Depois, veio uma Honda na vida de Rubinho. Após três anos tentando disputar com as melhores da categoria, a montadora japonesa desistiu da F-1. Como resultado disso, surgiu a Brawn GP em 2009 e uma nova chance de título ao brasileiro. No entanto, as primeiras corridas com alguns problemas foram fundamentais para seu então companheiro Jenson Button abrir vantagem e faturar o caneco. À Barrica restou o terceiro lugar no Mundial.

Sem se ver reconhecido na equipe, Rubens se mudou para a Williams e teve um grande ano em 2010, acertando o carro e levando a escuderia ao posto de quinta melhor da temporada. Agora, em 2011, a vida está complicada para o piloto, já que o time não se encontra e os resultados esperados não acontecem. Mas, com toda sua experiência, sua motivação, seu inconformismo de ficar estagnado no mesmo lugar e sua capacidade de melhorar um carro, Barrichello promete dar a volta por cima.

De fato, Rubinho, para mim, foi o melhor piloto brasileiro dos últimos 18 anos. Desde a morte de Senna no GP de San Marino de 1994, passaram muitos brasucas na F-1, mas nenhum que fosse tão bom quanto Barrichello. Além de Senna, Rubens conviveu com Christian Fittipaldi, Pedro Paulo Diniz, Roberto Pupo Moreno, Tarso Marques, Ricardo Rosset, Ricardo Zonta, Luciano Burti, Enrique Bernoldi, Felipe Massa, Cristiano da Matta, Antonio Pizzonia, Nelsinho Piquet, Bruno Senna e Lucas Di Grassi.

Veja números da carreira de Rubens Barrichello na F-1:

11 vitórias

14 pole positions

17 voltas mais rápidas

68 pódios

654 pontos conquistados

854 voltas na liderança de uma corrida

312 participações em corridas

309 Grande Prêmios disputados

Anúncios

Uma resposta to “Rubens Barrichello: melhor piloto brasileiro dos últimos 18 anos”

  1. José Aloisio Soares 23/05/2011 às 18:11 #

    Boa noite,
    Rubens Barrichello piloto que mais tempo ficou na Fórmula 1. Torço para que ele fique mais tempo. Rubinho é um esportista simpático com o público brasileiro. Gosto de sua postura. Pena que não ganhou o título e não vou mais vezes ao pódio. Mas temos esse título: de maior longevidade na categoria.
    E hoje, está competando 39 primaveras. Que seja muito feliz. Parabéns, para ele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: