Queimei a língua

30 ago

Hoje antes de sair para o trabalho, ouvi no Bom Dia Brasil a informação de que Fabiana Murer estava disputando a final do salto com vara no Mundial de Atletismo, em Daegu, na Coreia do Sul.

Ao citarem o nome da russa Yelena Isinbayeva – também na disputa – conclui (apressadamente) que no máximo a brasileira seria medalha de prata – tendo em vista o currículo vitorioso da principal concorrente (bicampeã olímpica e recordista mundial).

Pois bem. Queimei a língua. Não só Murer conquistou a primeira medalha de ouro para o país em um mundial de atletismo como Isinbayeva ficou fora do pódio.

Esse episódio mostra como não podemos jamais julgar o ‘livro pela capa’. Com trabalho e determinação é possível alcançar os objetivos e mais do que isso superar os obstáculos (neste caso literalmente).

Parabéns a Fabiana pela façanha e mais uma lição aprendida por este blogueiro!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: