Sem palanque?

23 set

Acabei de ler uma matéria na Folha com o seguinte título “Fora do PV, Marina fica sem palanque nas capitais”. Como explica a abertura, a ex-candidata à presidência da República não teria quem ‘apoiar’ nas eleições municipais do ano que vem.

No entanto, uma frase de Marina, no desdobramento da matéria, chamou a minha atenção. Ela diz: “O voto é do eleitor”. Ou seja, mesmo tendo alcançado quase 20 milhões de votos na campanha passada, a ex-senadora não trata o ‘capital eleitoral’ como seu, mas das pessoas que acreditaram em suas ideias.

Já falei inúmeras vezes da admiração que nutro por Marina Silva e para mim ela continua sendo a melhor opção para o nosso país. Ao tratar o eleitor como uma pessoa e não apenas como um número – como querem os nossos amigos de imprensa – a ex-senadora se mostra mais do que preparada para ser presidente do Brasil. Ela mostra-se digna.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: