A curiosidade humana

21 jan

Já cometei aqui certa vez que o bom jornalista deve ser curioso por natureza, não só para bisbilhotar, mas para ter noção e senso crítico de tudo que acontece ao seu redor.

No entanto, a curiosidade em excesso – assim como tudo na vida – pode ser prejudicial. Recentemente navegando pela internet, vi um link postado no Facebook por uma pessoa de minha inteira confiança.

No entanto, a rede social desta pessoa estava infectada por um vírus e quase fui surpreendido por uma desagradável invasão aos meus arquivos. Não fui o único. Outros amigos também caíram no golpe.

Este post além de alerta de cuidado para aquilo que clicamos – mesmo que proveniente de pessoas confiáveis na vida real – é também um chamado ao bom senso de nossa curiosidade que pode deixar de ser benéfica em alguns momentos para se transformar em transtornos posteriores.

Anúncios

Uma resposta to “A curiosidade humana”

  1. Mayara (@mayara_162) 23/01/2013 às 13:24 #

    Hj em dia não podemos confiar em mais nada….a internet nos proporciona um milhão de coisas boas, mas nos expoe de forma perigosa, as vezes! Valeu pelo alerta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: