A renúncia do Papa e a mídia

17 fev

O site Comunique-se fez um apanhado geral sobre a cobertura da mídia em relação à renúncia do Papa Bento XVI ocorrida esta semana.

Entre os textos, o “cancelamento” das férias da correspondente da TV Globo na Itália Ilze Scamparini, a mudança do diretor de jornalismo da Band, Fernando Mitre, que deixou Paris rumo a Roma, um me chamou a atenção.

Conhecedora de latim, a correspondente da Agência de NotíciasmItaliana Ansa, Giovanna Chirri, ouviu a declaração do papa para os cardeais na segunda-feira e entrou em contato com o porta-voz do Vaticano Federico Lombardi confirmando a notícia da renúncia.

Como aprendi na Universidade, o repertório e a cultura em geral são pontos primordiais para o exercício do jornalismo. Entender latim foi fundamental para que Chirri divulgasse a notícia em primeira mão.

Sempre é bom ter um conhecimento amplo do que acontece no mundo para contextualizarmos as informações a todos.

Em tempo, acabo de ver que o sumo pontífice deixará o Twitter assim que entregar o cargo para ficar isolado do mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: