Postura Profissional

24 abr

Por Vanessa Mariano *

Para comemorar minha primeira década de trabalho, resolvi escrever um artigo que trata das diversas posturas profissionais com as quais eu já convivi neste tempo, nos diversos trabalhos que realizei, quer sejam eles em universidade, banco, hospital, cooperativa de reciclagem, ou seja, em situações diversas.

Independente do cargo, do local ou da tarefa, as responsabilidades sempre foram compartilhadas em equipe.  Atualmente não se pode pensar em trabalhar individualmente, como os caixeiros viajantes dos velhos tempos. Por mais individual que seu trabalho seja, você precisará contatar vários setores. Outra questão: seu crachá, o cafezinho, o computador do trabalho precisam de manutenção, e isso exigirá que você se relacione com outras pessoas.

Em sua trajetória profissional, inevitavelmente você lidará com várias pessoas. Ao reconhecer  alguns comportamentos a convivência fica facilitada, pelo fato de você entender que certa reação ou outra não é “questão pessoal”. Em tempo de ser politicamente correto, o fato deste artigo listar algumas atitudes não significa uma tentativa de esteriotipar o mundo do trabalho, mesmo que haja grande possibilidade de você se deparar com alguns casos:

Dos colegas de equipe, você pode encontrar o:

Colega “Lado A e Lado B”: Pelo “bom dia” você já sabe discernir se o colega está no Lado A (simpático e prestativo) ou no Lado B (“não fale comigo hoje”);

Funcionário Teflon: as atividades a serem desempenhadas nunca “colam” neste colaborador. Nada é com ele, ele sempre aparenta estar muito ocupado, mesmo que seja pesquisando passagens para o feriado. Nunca se oferece para ajudar. Não raras vezes precisa da cumplicidade do chefe, que pode ser seu aliado pessoal ou que já desistiu de lhe incumbir atividades e de cobrar por elas;

Aplicador de Carrinho Corporativo: isso pode acontecer a partir dos pares ou dos chefes. O termo “carrinho” vem do futebol, quando um jogador derruba o outro a partir de uma jogada pelas costas. No meio corporativo, sempre há aquele que não se preocupa em vexar publicamente determinado colega, emitindo opiniões ou comentários, mesmo que estes causem desconforto no outro;

O (A) Falso(a) Rico(a): Sempre é “melhor” que os outros da equipe. Sabe mais, tem mais, é mais bonito(a). Nas confraternizações, enquanto a equipe está pensando em uma pizza, o Falso Rico defende que todos devam ir a algum bistrô caro da cidade, mesmo que sua conta esteja no negativo ou que já ele tenha utilizado todo o crédito do vale refeição;

Mas, como o mundo não está perdido, há ainda as posturas louváveis, dos colegas de equipe que fazem além do que lhes é esperado:

Funcionário “Salvação da Lavoura”: contribui para o clima da equipe e sempre ajuda todos com todo tipo de demanda;

Colega Oráculo: é aquele funcionário experiente que você sempre recorre para esclarecer dúvidas ou perguntar como tal assunto funcionava no passado;

Dos Superiores ou simplesmente chefes, você pode encontrar o:

Obstetra: você nunca consegue discutir sua pauta sem que ele seja interrompido por outro assunto urgente.

Chefe 18h01: só lhe procura no final do expediente para reuniões e discussões extensas.

Chefe “Lado A, Lado B”: segue o mesmo princípio do colega “Lado A, Lado B”. A diferença é que no Lado A, o chefe ao dar uma bronca, reconhece você no meio de uma multidão. Se encontrar com ele no shopping, logo assume o Lado B e finge que sua presença não existe.

Das posturas louváveis dos chefes: se eu disser qualquer uma aqui, poderei ser rotulada como bajuladora. Mas procure na memória: seu chefe já surpreendeu você positivamente pelo menos uma vez.

Os comportamentos aqui retratados não tem nenhum embasamento na Psicologia. Eles são resultado de pesquisa desenvolvida na famosa rádio-corredor.  Independente de você ser chefe ou subordinado, o importante é fazer uma leitura de sua postura de modo que ao deixar uma equipe (independente do motivo), você sempre seja lembrado por ser um profissional competente e colaborador para um bom clima de trabalho.

* O Leia e Opine ganha mais uma nova colaboradora. Vanessa Mariano passa a escrever sempre que o tempo lhe permitir. Bem-vinda à trupe!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: