Retrospectiva 2013 – Parte 2: Handebol, Nadal, Vettel e Armstrong

1 jan

Por Gabriel Duque

Dois escândalos envolvendo ídolos do esporte marcaram o ano. O ciclista americano Lance Armstrong confessou ter se dopado e perdeu seus sete títulos da Volta da França. Já o sul-africano Oscar Pistorius foi preso por matar a namorada a tiros em sua casa. Na sua versão, o atleta biamputado disse que atirou, pois achou que tinha um ladrão no local.

ARMSTRONG

No tênis, Rafael Nadal teve um ano impressionante. Recuperado de lesão no joelho que o tirou das quadras por sete meses, o espanhol conquistou dez títulos e voltou a ser o número 1 do mundo. Entre os feitos, o tenista faturou o troféu de Roland Garros pela oitava vez e o bicampeonato do US Open. Além dele, Andy Murray também conseguiu uma marca histórica. O escocês quebrou um jejum de 77 anos e se tornou o primeiro britânico a conquistar o título de Wimbledon após esse período.

Dois ídolos voltaram a ter conquistas importantes neste ano. O velocista jamaicano Usain Bolt levou o ouro nas provas dos 100 m, 200 m e o revezamento 4×100 m em Moscou, na Rússia, chegou ao oitavo ouro em Mundiais e se tornou o atleta mais vitorioso da competição.  Já o brasileiro César Cielo fez história em Barcelona ao ser o primeiro tricampeão dos 50 m nado livre na história do Mundial de Natação.

O Brasil também conseguiu uma façanha no Mundial de Handebol com a conquista inédita da seleção feminina. A vitória na final veio em cima da equipe da casa, a Sérvia, por 22 a 20.

brasil campeao mundial handebol

Nas pistas, Sebastian Vettel se sagrou tetracampeão da Fórmula 1 com quatro etapas de antecedência. No total, o alemão chegou ao lugar mais alto do pódio em 13 das 19 corridas. Ainda na categoria, Felipe Massa deixou a Ferrari após oito anos como piloto titular e irá correr na Williams em 2014 ao lado de Valtteri Bottas. Na Indy, os brasileiros tiveram ano de destaque. Tony Kanaan venceu as 500 Milhas de Indianápolis e Hélio Castroneves brigou pelo título até a última corrida, mas acabou com o vice.

E um ex-piloto está em situação crítica. O heptacampeão da F-1, Michael Schumacher, sofreu um grave acidente de esqui, teve traumatismo craniano e está em coma. Outro ídolo com final de ano complicado foi Anderson Silva, que teve uma séria fratura na perna na revanche contra Weidman no UFC e precisará de até seis meses para se recuperar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: