Arquivo | Jornalismo RSS feed for this section

Vida tecnológica

27 maio

Na semana passada, o dicionário Merriam-Webster, um dos mais vendidos nos EUA, adicionou 150 novas palavras à sua lista de verbetes.

Entre as selecionadas estavam: selfie, hastag, crowdfunding e big data. Termos surgidos na era da informática, estas novas palavras mostram a força da tecnologia nos dias atuais e em nosso cotidiano.

Eleita a palavra do ano passado pelo dicionário Oxford, ‘selfie’ representa bem a geração dos nativos digitais que utilizam todos os equipamentos disponíveis para registrar os momentos da vida.

Oscar 2014 – Durante a cerimônia de entrega do Oscar deste ano, a apresentadora Ellen DeGeneres reuniu alguns atores para fazer um selfie.

A imagem compartilhada no Twitter tornou-se a foto mais compartilhada na história do microblog com quase 3 milhões de retweets.

Reprodução Twitter @TheEllenShow

Reprodução Twitter @TheEllenShow

Fátima Bernardes e publicidade nativa

20 maio

Ao relatar a palestra sobre o futuro do jornalismo com o editor-executivo da revista ProXXIma, José Saad, expliquei o conceito de publicidade nativa.

Recentemente, o programa “Encontro com Fátima” ancorado pela apresentadora Fátima Bernardes mostrou como um quadro pode se encaixar perfeitamente como exemplo.

A consultora de finanças Denise Hills participa do programa como uma convidada, sendo que o quadro é patrocinado pelo banco Itaú que tem como uma de suas bandeiras a conscientização para o uso correto do crédito.

Como o assunto é foco para discussões, dentro do programa, o bate-papo acaba se tornando natural fazendo da ação da instituição financeira um perfeito casamento entre conteúdo e publicidade.

Valores – Estima-se no mercado publicitário que a ação promocional tenha custado cerca de R$ 8 milhões para o Itaú e esta tendência pode ser ampliada para outros programas tanto da emissora quanto da concorrência.

18º Cultura Inglesa Festival

19 maio

18 festival cultura inglesa

Ainda dá tempo. Apesar de já ter começado no último dia 9, o Festival da Cultura Inglesa vai até domingo, dia 25 com muitas atrações por São Paulo.

Destaque para atividades em artes visuais, teatro, gastronomia e música.

Vale a pena entrar no site e conferir a programação.

O Haiti no Brasil

5 maio

Por Vanessa Vieira

Haitianos no Acre - Foto: Marcello Casal Jr/ABr

Haitianos no Acre – Foto: Marcello Casal Jr/ABr

Milhares de pessoas de países africanos e da Ásia Ocidental abandonam seu país natal em função de problemas econômicos, políticos e de segurança. Países da União Europeia lidam diariamente com imigrantes ilegais. O Brasil está vivendo essa conjuntura no caso dos bolivianos e mais recentemente, na chegada dos haitianos no país sede da Copa do Mundo de 2014.

Há mais de uma década o Haiti vem sofrendo problemas políticos, o que acarretou na intervenção das Nações Unidas e do Brasil em 2004 na tentativa de restaurar a ordem no país. Além das questões civis, problemas como fome e epidemias se agravaram com o terremoto de 2010, cujo epicentro foi a 22 km da capital Porto Príncipe. Esse cenário fez com que os haitianos procurassem recomeçar suas vidas em um novo lugar.

No último mês houve a chegada de cerca de 500 haitianos a São Paulo. Este fato isolado não diria muita coisa, mas expõe a ponta de um iceberg. Um iceberg diplomático de dimensões intra e internacionais.

As dimensões intranacionais do iceberg referem-se ao silêncio do Governo Federal sobre a questão e à discussão entre os Governos de São Paulo e do Acre com relação ao destino desses imigrantes refugiados. O primeiro afirma não ter sido comunicado que receberia estas pessoas e o Acre diz auxiliar os haitianos ao custear sua ida a diversas cidades além de não ter mais condições para lidar com os milhares de haitianos que habitam a cidade de Brasiléia à espera de um destino definitivo.

Quanto ao aspecto internacional, o Brasil já investiu mais de R$ 2 bilhões com a Missão da ONU para Estabilização do Haiti (Minustah) e com o episódio da chegada dos haitianos a São Paulo, demonstrou não ter uma política de ajuda humanitária definida. Com sua economia emergente, sendo carro chefe do Mercosul e sediando a Copa, o Brasil se tornou o “sonho americano” mais acessível aos desamparados da América Latina.

Em tempo de eleições e propagandas partidárias, pergunte ao seu candidato das esferas federal e estadual qual é o plano para tratamento de refugiados. Depois disso, pergunte qual é o plano para os desamparados pátrios. Esse é um tema amplo, que envolve diversas pastas e as respostas certamente contribuirão para sua escolha em outubro.

* Vanessa Vieira é pós-graduanda do curso de Jornalismo Contemporâneo da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Getúlio: a história do Brasil

5 maio

Entender a crise política que se estendeu em nosso país em agosto de 1954 pode ser um dos motivos para ir ao cinema assistir “Getúlio”.

O filme mostra como foram os últimos dias da vida do então presidente da República interpretado magistralmente por Tony Ramos.

Além do quesito histórico, chama atenção a bela produção de época e grandes atuações, entre elas Drica Moraes como a filha do presidente: Alzira Vargas.

Retrato do poder durante a crise de 1954, o filme nos convida a refletir sobre como a política do nosso país e consequentemente sua história impactam em nossas vidas.

Vale cada centavo.

Assista o trailer abaixo:

A cultura na televisão

24 abr

clipart televisaoEstudo recente encomendado pela BBC de Londres colocou a TV Cultura como a segunda melhor emissora do mundo em qualidade. Líder de audiência no Brasil, a Rede Globo ficou com a 28ª colocação no ranking que conta as 66 principais redes de 14 países.

Esse panorama esbarra no binômio audiência X qualidade. Por que a líder do mercado é considerada menos qualitativa do que aquela que ocupa a 6ª posição no ranking do Ibope da Grande São Paulo?

Escrito pelo Prêmio Nobel de Literatura, Mario Vargas Llosa, o livro “A civilização do espetáculo” pode ajudar a encontrar pistas para esta questão. Pistas no sentido de caminhos, já que encontrar respostas para uma pergunta tão complexa pode não ser tão simples.

Ao abordar temas como cultura em geral, política, jornalismo de celebridades, sensacionalismo, o livro de Llosa esmiúça o porquê as pessoas preferem determinados tipos de programas ao invés de outros.

Uma possível resposta – Vivemos em uma sociedade na qual somos bombardeados de informações em todos os momentos, ficando difícil compreender tantos sinais. Por isso, cada vez mais as pessoas buscam facilidades, códigos que já se apresentam decodificados e explicados.

A procura por uma informação já processada e de preferência com uma embalagem estética apropriada pode ser considerada uma das hipóteses para audiência da TV Globo ser superior à TV Cultura, mesmo esta tendo programas de qualidade superior na questão cultural.

Resumindo, o público busca conteúdo fácil e com forte teor de entretenimento. O dia a dia atribulado faz com que as pessoas busquem formas de diversão e não percam tempo com programas que levem a análise crítica da sociedade.

Univesp: inscrições abrem no dia 28/04

23 abr

Univesp

Por Priscila Ota

Para quem está buscando o tão sonhado diploma do ensino superior, uma excelente oportunidade de estudar gratuitamente e com qualidade está se aproximando.

A partir do dia 28, segunda-feira, até dia 16 de maio, a Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo) abrirá inscrições para seu 1º vestibular. São 3.330 vagas – 1.296 para engenharias (produção e computação) e 2.034 para licenciaturas (química, física, biologia e matemática). As aulas começam já no 2º semestre.

Em média, os cursos serão ministrados 80% à distância e 20% de forma presencial. Contudo, a frequência dos encontros dependerá de cada curso e eles ocorrerão nos pólos da Univesp e da Universidade Aberta do Brasil espalhados pelo Estado de São Paulo e também nos espaços cedidos pelas prefeituras, como os CEUs (Centros Educacionais Unificados).

Para mais informações, acesse o site.

Dica para empresários

10 abr

think-o-consultor-de-empresas 2Criada para ajudar empresários que estão em busca de novos negócios – seja compra ou venda de empresas – a Think Consultoria desenvolveu um espaço para compartilhar conhecimento e expertise com seu público.

Pensado pela equipe da Think, o Blog do Consultor, traz novidades para a carreira do empresário além de dicas de aperfeiçoamento e noções sobre a importância dos caminhos a seguir.

Com material de relevância para o empresariado, esta nova ferramenta nasce da vontade de levar subsídios para que o profissional envolvido com decisões complexas como compra e venda de empresas possa fazer o melhor negócio.

Conheça o blog da Think Consultoria.

Água e lixo

3 abr

Por Vanessa Vieira*

O que a água e o lixo têm em comum? Num primeiro raciocínio, muita coisa, pois a água limpa a sujeira que o outro representa.

agua lixo clipartNeste ano, a relação é mais paradoxal, já que regiões bem populosas como a cidade de São Paulo e o ABC Paulista vivenciam a falta da água e o excesso de lixo, respectivamente.

Em São Paulo, o nível da represa que abastece a região metropolitana não para de cair e a Sabesp já anunciou que investirá R$ 80 milhões na compra de bombas e em obras de infraestrutura para a exploração de uma reserva adicional de 400 milhões de metros cúbicos, o chamado volume morto.

Já o ABC vive uma crise nas ruas com a greve dos garis, assim como aconteceu no Rio de Janeiro no mês passado. A categoria faz reivindicações trabalhistas e enquanto não há solução, o lixo vai tomando conta das ruas das cidades da região.

Mesmo sendo um paradoxo, os dois problemas têm algo em comum: a responsabilidade dos cidadãos destas áreas. A água não acaba sozinha, assim como o lixo não surge do acaso. Em São Paulo, a responsabilidade vem de quem não usou água racionalmente.  No ABC,  a culpa vem do lixo jogado no chão e pela falta do hábito de reciclar o lixo doméstico.

A falta de chuvas e a greve dos garis não respondem sozinhas por esses problemas urbanos. Todos nós devemos nos conscientizar de tais problemas, economizando água e mantendo a cidade limpa sempre. Além disso, devemos nos tornar vigilantes e conscientizar aqueles que não contribuem para a economia de recursos e limpeza da cidade.

E você, já ajudou sua cidade hoje?

* Vanessa Vieira é pós-graduanda do curso de Jornalismo Contemporâneo da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Seminário: Pesquisa em Comunicação

3 abr

No sábado, 12, a Faculdade Cásper Líbero promove o seminário gratuito “Caminhos da Pesquisa em Comunicação no Brasil”, das 9h às 17h.

Entre os temas abordados durante as palestras estão: estudos de comunicação no Brasil: do impresso ao virtual, a pesquisa em rádio e mídias sonoras, as mudanças na pesquisa em televisão, ecologia da comunicação, internet, mídias digitais, cibercultura e pesquisa em graduação e pós-graduação.

Para participar é preciso enviar um e-mail para eventos@fcl.com.br com o nome, RG, curso e nome da instituição que representa.