Tag Archives: audiência

O banal não é normal

1 jul

Após o signatário deste blog escrever aqui sobre o uso do rádio escuta para a criação e desenvolvimento de pautas – explicando a grande escalada de notícias violentas em nossos telejornais – nossa colaboradora Vanessa Vieira mostra o lado da “audiência”.

Por Vanessa Vieira

Há pessoas que ficam deprimidas ao final dos noticiários. Há outras que optam por nem ver/ouvir tais programas já que são apresentadas somente notícias ruins. Não que isso signifique viver no famigerado “mundo de Poliana” (só com notícias agradáveis), mas o fato é que ninguém quer chegar em casa após um longo dia de trabalho e só se deparar com calamidades.

Se ao menos os noticiários tivessem uma estrutura repensada, poderiam diminuir o aborrecimento em lhes assistir/ouvir e, quem sabe, prestar um serviço de interesse público de mais qualidade. Sabemos que são inúmeras reuniões para discussão de pauta, mas a curiosidade das pessoas em relação aos assuntos essencialmente negativos sempre vence e o que vemos são matérias sobre violência, desastres, guerras.

A proposta seria que os noticiários apresentassem tais notícias ruins (uma vez que são retrato da realidade), mas na sequência, mostrassem o que está sendo conduzido no executivo, legislativo e judiciário para resolver cada problema, independente da escala: municipal, estadual, federal, mundial.

A imprensa tem papel fundamental na construção da realidade, por materializar os acontecimentos. Cabe a nós, “a audiência”, cobrar por um serviço de qualidade, exigindo investigação, questionamento, diálogo entre os envolvidos, ou seja, desejamos mais notícias sobre propostas e soluções, ao invés de extensas coberturas sobre o mais do mesmo que não vão agregar informação nova e útil para nossas vidas.

O momento é de usar as redes sociais ou outros canais como ombudsman, sites, e-mail, para cobrar da imprensa uma cobertura de qualidade, fazendo com que ela não ceda maior espaço para minorias (a exemplo dos vândalos parasitas nas atuais manifestações) e nos possibilite ter uma visão mais ampla e estratégica da própria realidade, de modo que não deixemos que o banal se incorpore ao normal.

 

Oficina on-line: Content Marketing

14 jun

Como aliar conteúdo e audiência? De que maneira resultados efetivos podem ser gerados a partir da boa distribuição do conteúdo?

São as respostas para estas perguntas que a oficina on-line de Content Marketing oferecida pela Tracto espera apontar. A ideia é apresentar o método de comunicação que tem foco na geração de resultados.

Marcada para acontecer entre os dias 24 e 27 de junho, das 19h30 às 21h, a atividade acontecerá via internet com encontros ao vivo. O valor de investimento de R$ 180,00.

Para mais informações, acesse o site:

Salada Musical

7 fev

radioDados de audiência das rádios FM da Grande São Paulo de outubro a dezembro do ano passado mostram como a mistura de estilo é predominante no dial.

Líder na audiência, a Transcontinental toca pagode, samba e sertanejo e atrai cerca 282 mil ouvintes por minuto. No segundo posto está a Nativa com música romântica, sertanejo e funk e seus 274 mil ouvintes por minuto. Exclusivamente sertaneja, a Tupi ocupa fecha o pódio em terceiro com 240 mil ouvintes por minuto.

Na sequência vem a Band FM também com seus pagode, samba e sertanejo e a Gazeta com música romântica e sertanejo. O rock por enquanto fica no nono e décimo posto com destaque para a Mix e a UOL 89, respectivamente.

Cursos grátis de curta duração

19 abr

As Oficinas Culturais são órgãos ligados à Secretaria Estadual da Cultura e tem como missão difundir o valor cultural através de cursos e palestras gratuitas.

Além das Oficinas no interior, há seis espaços na capital: Alfredo Volpi, em Itaquera; Amácio Mazzaropi, no Brás; Luiz Gonzaga, em São Miguel Paulista; Maestro Juan Serra, em Brasilândia; Oswald de Andrade, no Bom Retiro e Mario de Andrade, na Barra Funda.

Sempre com uma programação vasta e diversas oportunidades, as casas estão com inscrições abertas para as atividades deste primeiro semestre.

O signatário deste blog indica as oficinas de Acervos Culturais, Audiovisual, Comunicação, Cultura Digital, Fotografia e Literatura na Casa Mario de Andrade. Mas, as outras oficinas trazem novidades das demais áreas de conhecimento.

Destaque para as oficinas de Integrações Narrativas – Transmídia, Procedimentos Criativos na Internet, Audiência de TV e Telejornalismo e Linguagem Popular.

Para mais informações, endereços, horários e dias de atividades, acesse o site das oficinas e veja como proceder para realizar a inscrição.

E segue a disputa

19 fev

A história não é nova, mas começa a ganhar outros contornos. Desde o ano passado, a hipótese vem sendo levantada, mas parece que agora o assunto está em andamento adiantado.

É fato notório a batalha pela audiência entre as duas maiores emissoras de TV do país, Globo e Record, conforme retratado em vários posts aqui anteriormente.

Também é de conhecimento de todos que a compra dos direitos de transmissão dos Jogos Olímpicos de Londres exclusivamente para TV aberta pela emissora paulista foi um duro golpe na líder de audiência.

Pois bem, a Rede Globo parece não estar disposta a ver seu público se esvair para a concorrente durante a disputa olímpica. Notícia veiculada ontem no UOL afirma que a emissora do Jardim Botânico fez um convite para o Barcelona – atual campeão mundial – jogar um torneio amistoso no Brasil.

A ideia é unir o time de Messi & Cia. em um campeonato contra os dois clubes de maior torcida no país – Flamengo e Corinthians. A disputa seria justamente na época da Olimpíada, entre 27 de julho e 12 de agosto.

Agora resta saber se o time espanhol aceitará o convite, como será a disputa dentro de campo e principalmente como reagirá a audiência brasileira com o esporte preferido da nação e grandes nomes do cenário internacional disputando espaço com as categorias olímpicas.

 

Audiência crescente

16 jan

O terceiro episódio do reality “Mulheres Ricas” exibido pela Band hoje busca manter ou até aumentar a audiência do programa que está em curva ascendente.

Na estreia, foram 4.5 pontos no IBOPE da Grande São Paulo. Já no programa seguinte a atração teve um aumento de 1.5 chegando a média 6.

Em tempo, a repercussão do programa cresce ainda mais. Um exemplo, da popularidade das Mulheres Ricas pode ser visto no Guia da Folha, com a indicação dos programas chiques das milionárias.

Os dois lados da mesma versão

1 dez

O burburinho tomou conta da rede na noite de ontem após a colunista da Folha de São Paulo, Mônica Bergamo, adiantar a possível saída de Fátima Bernardes da bancada do “Jornal Nacional”.

Hoje, em coletiva de imprensa, a Rede Globo, não só confirmou a informação como apresentou Patrícia Poeta como a nova companheira – de bancada, logicamente – de William Bonner.

Fato consumado, o site da emissora carioca estampara como chamada uma foto das apresentadoras ao lado de Bonner com a seguinte manchete: “Fátima Bernardes comandará novo programa e Patrícia Poeta assume o JN”.

Até aí morreu Neves, mas ao consultar a página do R7 – pertencente à rival Record – é possível ler: “Globo usa Fátima Bernardes para salvar audiência das manhãs”.

Abre-se então o debate sobre as versões para um mesmo fato. A matéria do R7 traz dados do IBOPE referindo-se a queda de audiência das manhãs da Globo e o aumento da Record.

No entanto, também é nítido o uso dos portais de ambas as emissoras para obviamente defender seus interesses. No caso da Globo, há uma auto-propaganda. Já na Record um ataque. A questão ética envolvendo o uso dos sites é discutível.

Qual a sua opinião sobre as manchetes para o caso?

As Olimpíadas da América

14 out

Começa nesta sexta-feira, 14, o XVI Jogos Pan-Americanos na cidade mexicana de Guadalajara. Com transmissão exclusiva para o Brasil, a Rede Record aposta no evento para alavancar sua audiência neste 16 dias de competições.

Esta será a terceira vez que o México recebe o Jogos. Sede das edições de 1955 e 1975, o país passará a dividir o posto com o Canadá, em 2015. Com a eleição de Toronto para acolher a próxima competição, os canadenses já receberam o Pan em 1967 e 1999, na cidade de Winnipeg.

Sede dos primeiros Jogos em 1951, na cidade de Buenos Aires, a Argentina recebeu duas edições. Além da capital, Mar del Plata acolheu o certame em 1995. Brasil e Estados Unidos também acolheram o Pan por duas vezes.

Enquanto São Paulo foi sede dos Jogos de 1963 e o Rio de Janeiro da edição mais recente em 2007, os norte-americanos acolheram o evento em 1959, na cidade de Chicago e 1987, em Indianápolis.

Completam a lista de sedes: Cali, na Colômbia, em 1971; San Juan, em Porto Rico, 1979; Caracas, Venezuela, 1983; Havana, Cuba, 1991 e Santo Domingo, na República Dominicana, em 2003.

Agora resta a nós torcer pelos brasileiros, nos campos, quadras, piscinas e arenas do México. #ArribaBrasil

Mais um round na guerra de audiência

3 out

Em uma guerra cada oponente usa as armas que estão à disposição. Na disputa por audiência essa premissa se mostra cada vez mais verdadeira. A menos de 15 dias do início dos Jogos Panamericanos de Guadalajara, a Rede Record já começa a mostrar suas táticas.

Forte aposta da emissora paulista para este ano de 2011, a exclusividade na transmissão do evento vai modificar a grade durante as competições. Tanto que nos dias 18 e 19, os jogos da seleção brasileira de futebol – tanto no feminino quanto no masculino – serão exibidos a partir das 20h (horário nobre na televisão brasileira).

E para alegria da emissora, a tabela dos Jogos deu uma forcinha. Os primeiros adversários do Brasil na modalidade mais popular de nosso país são justamente os arquirrivais argentinos.

Como se vê, a escolha do horário está intimamente ligada a briga pela audiência. No momento em que as seleções estiverem em campo no México, a principal concorrente da Record, a Rede Globo, transmite a novela das 19h, o Jornal Nacional e a novela das 21h.

Certeza de uma boa disputa nestes 15 dias de competições no Pan de Guadalajara.

O efeito Silvio Santos

19 set

Dono do SBT e principal estrela da emissora, Silvio Santos mostrou novamente sua força como o maior comunicador deste país.

Neste domingo, durante a exibição do piloto de “Um Milhão na Mesa”, o canal ficou na liderança com 12 pontos de média. Em uma situação pouco vista habitualmente, o primeiro lugar no IBOPE da Grande São Paulo foi dividida por três emissoras.

Além do SBT, a Globo exibia o reality show “Hipertensão” e a Record apresentava outro programa de confinamento “A Fazenda”.