Tag Archives: esporte

Retrospectiva 2013 – Parte 2: Handebol, Nadal, Vettel e Armstrong

1 jan

Por Gabriel Duque

Dois escândalos envolvendo ídolos do esporte marcaram o ano. O ciclista americano Lance Armstrong confessou ter se dopado e perdeu seus sete títulos da Volta da França. Já o sul-africano Oscar Pistorius foi preso por matar a namorada a tiros em sua casa. Na sua versão, o atleta biamputado disse que atirou, pois achou que tinha um ladrão no local.

ARMSTRONG

No tênis, Rafael Nadal teve um ano impressionante. Recuperado de lesão no joelho que o tirou das quadras por sete meses, o espanhol conquistou dez títulos e voltou a ser o número 1 do mundo. Entre os feitos, o tenista faturou o troféu de Roland Garros pela oitava vez e o bicampeonato do US Open. Além dele, Andy Murray também conseguiu uma marca histórica. O escocês quebrou um jejum de 77 anos e se tornou o primeiro britânico a conquistar o título de Wimbledon após esse período.

Dois ídolos voltaram a ter conquistas importantes neste ano. O velocista jamaicano Usain Bolt levou o ouro nas provas dos 100 m, 200 m e o revezamento 4×100 m em Moscou, na Rússia, chegou ao oitavo ouro em Mundiais e se tornou o atleta mais vitorioso da competição.  Já o brasileiro César Cielo fez história em Barcelona ao ser o primeiro tricampeão dos 50 m nado livre na história do Mundial de Natação.

O Brasil também conseguiu uma façanha no Mundial de Handebol com a conquista inédita da seleção feminina. A vitória na final veio em cima da equipe da casa, a Sérvia, por 22 a 20.

brasil campeao mundial handebol

Nas pistas, Sebastian Vettel se sagrou tetracampeão da Fórmula 1 com quatro etapas de antecedência. No total, o alemão chegou ao lugar mais alto do pódio em 13 das 19 corridas. Ainda na categoria, Felipe Massa deixou a Ferrari após oito anos como piloto titular e irá correr na Williams em 2014 ao lado de Valtteri Bottas. Na Indy, os brasileiros tiveram ano de destaque. Tony Kanaan venceu as 500 Milhas de Indianápolis e Hélio Castroneves brigou pelo título até a última corrida, mas acabou com o vice.

E um ex-piloto está em situação crítica. O heptacampeão da F-1, Michael Schumacher, sofreu um grave acidente de esqui, teve traumatismo craniano e está em coma. Outro ídolo com final de ano complicado foi Anderson Silva, que teve uma séria fratura na perna na revanche contra Weidman no UFC e precisará de até seis meses para se recuperar.

Anúncios

Hora de estudar – Cursos de Férias UnG

22 jun

A UnG (Universidade de Guarulhos) está com inscrições abertas para os cursos de férias – edição inverno. São mais de 340 opções de atividades que movimentarão os quatro campi da  Universidade: Guarulhos Centro, Guarulhos Dutra, Itaquá e Shopping Light.

Os cursos estão previstos para as duas últimas semanas de julho e atingem várias áreas do conhecimento como: Administração e Negócios; Arte, Cultura e Esporte; Biologia e Meio Ambiente; Comunicação; Direito; Educação, Gastronomia, Saúde e Bem Estar e Tecnologia e Informática.

Com valores de investimento de R$ 20,00 até o dia 27/06, as atividades passam a ter custo de R$ 30,00 para pagamento entre os dias 28/06 e 10/07.

Dica do blogueiro: Destaque para os cursos de Marketing Digital e Inteligência On-Line e Marketing Estratégico em Redes Sociais ministrados pelo professor Michel Teer e Como montar um projeto de comunicação com a professora Yara Verônica Ferreira.

Para saber mais informações e realizar as inscrições, clique aqui.

Reflexão de Campeões

16 fev

Nesta terça-feira, 15, a unidade do SESC Belenzinho recebeu a mesa redonda “Reflexão de Campeões”. Mediado pelo jornalista Álvaro José, o bate-papo contou com a presença dos medalhistas olímpicos Gustavo Borges e Tiago Camilo, além do psicólogo do esporte João Ricardo Cozac.

Como parte do programa SESC Verão, que visa incentivar a prática de exercícios físicos e discutir a relação entre corpo e mente, a palestra reuniu dezenas de pessoas nas novas instalações da unidade, inaugurada em dezembro do ano passado.

A primeira abordagem levantada por Álvaro José foi justamente a relação inversamente proporcional entre alta ansiedade e baixo desempenho. No decorrer da noite, o professor Cozac explicou que este é um dos motivos que explicam alguns fracassos de esportistas. Apesar de estar tecnicamente bem trabalhado, o atleta não está em condições psicológicas para vencer a disputa.

Conquistas – Questionado sobre qual teria sido sua vitória mais marcante, Camilo citou o Mundial de Judô do Rio de Janeiro, em 2007, onde venceu as sete lutas por ippon e como derrota a mais emblemática foi perder a vaga para as Olimpíadas de Atenas, em 2004, a dois segundos do fim da seletiva.

 

Já Borges contou que suas quatro medalhas olímpicas – duas pratas e dois bronzes – foram as maiores vitórias de sua carreira. Vale lembrar, que conforme comentado por Álvaro José, Gustavo fez parte da geração de um dos melhores nadadores da história – o russo Alexander Popov.

Na sequência foram analisados outros pontos interrelacionando esporte e psicologia, como o fato de até hoje muitos esportistas de alto nível nacional não contarem com esse apoio no momento das grandes competições, nem muito menos na base, o que é segundo o professor Cozac indispensável para o crescimento dos atletas do futuro.

Tema também da conversa, a “ansiedade pré-competitiva” foi lembrada como exemplos. Alguns judocas, citou Tiago Camilo não querem saber seus adversários antes da luta para assim poderem se concentrar melhor. Já há outros casos de atletas que ao conhecerem os próximos confrontos deixam se levar pelo emocional e já entram no tatame derrotados.

Na abertura de perguntas para o público, duas questões chamaram a atenção. A primeira se referia ao papel da mídia na possível pressão por resultados. Para Tiago Camilo, muitos acabam sendo oportunistas e por esta razão é preciso tomar cuidado com o que é dito. O judoca lembrou que ao vencer dois campeonatos, o atleta se torna ídolo, mas se obtiver duas derrotas seguidos é deixado no ostracismo.

Já Borges encara a relação com a mídia de forma mútua. Da mesma maneira que as publicações precisam dos resultados dos atletas para informar seus leitores, o esportista precisa da mídia para divulgar seu trabalho e assim ser rentável para os patrocinadores.

Para encerrar a noite, Álvaro José disse que um país onde acontecerão os dois maiores eventos esportivos do mundo – Copa em 2014 e Olimpíadas em 2016 – deve investir em Educação Olímpica, para que a população tenha mais contato, afinal “as lições do esporte são a essência da vida”.