Tag Archives: Publicidade

Galinha Pintadinha: fenômeno

25 fev

“A galinha pintadinha e o galo carijó… a galinha usa saia e o galo paletó”. Se você tem alguma criança em casa ou simplesmente já teve contato com pequenos parentes certamente já ouviu esta melodia.

Sucesso absoluto entre as crianças na internet – e por que não falar também dos adultos – o canal oficial do personagem no YouTube foi o primeiro brasileiro a atingir a marca de 1 bilhão de visualizações.

O recorde registrado no início deste mês foi tema de uma propaganda veiculada na contracapa da edição da semana passada da revista Veja.

galinha pintadinha contracapa revista veja

Chama a atenção o fato de uma série de vídeos, criada em 2006 para a internet, ter usado também uma mídia impressa para comemorar o recorde alcançado.

Desenvolvido por Juliano Prado e Marcos Luporini, o personagem também é sucesso absoluto em produtos licenciados. Desde CDs e DVDs até livros e pelúcias, a Galinha Pintadinha mostra ser além de uma diversão para crianças uma grande fonte de renda para seus idealizadores.

Fátima e Seara: uma parceria inovadora

24 fev

Foi ao ar ontem o primeiro comercial da agora apresentadora Fátima Bernardes. Antes ligada à área de jornalismo da Rede Globo, a ex-âncora do Jornal Nacional não podia, por contrato, realizar ações publicitárias.

À frente de seu novo programa matinal, Fátima agora é garota-propaganda da Seara, marca de alimentos que pertence ao grupo JBS e busca espaço na mesa dos brasileiros na disputa com o conglomerado da BRF (dona de marcas como Perdigão e Sadia).

Com a assinatura da WMcCann, de Washington Olivetto, a campanha mostra como a atitude de Fátima, que mudou a carreira, pode ajudar os consumidores na busca por novas experiências.

Chamou a minha atenção o fato do diálogo com o público, já que a apresentadora fala diretamente e explica que a campanha se trata do primeiro comercial de sua vida e que estava ali para apresentar os produtos da marca.

Vale lembrar que ao fazer esta espécie de “testemunhal”, Fátima alinha toda sua credibilidade conquistada com anos de jornalismo com a liberdade proporcionada pela publicidade.

Parabéns aos publicitários e à marca que conseguiram com um nome de peso causar o que a publicidade prega: impacto.

O paradoxo do Super Bowl

2 fev

Apesar de estar longe da realidade de muitos brasileiros, o Super Bowl, como é conhecida a final do campeonato de futebol americano, é um dos maiores eventos do ano nos EUA.

Para o jogo deste domingo entre Denver Broncos e o Seattle Seahawks há a expectativa de uma audiência superior a 100 milhões de pessoas.  Com este público ligado na frente da televisão, a disputa pelos espaços publicitários durante o intervalo da partida é espetacular.

Algumas empresas investem verdadeiras fortunas para criar peças que chamem a atenção dos espectadores e ainda investem cerca de US$ 4 milhões para 30 segundos de veiculação.

No entanto, apesar deste investimento um estudo realizado pelo instituto de pesquisa Communicus indica que 80% dos anúncios do Super Bowl não têm efeito sobre as vendas.

E o pior: 60% dos atingidos dizem que a intenção de compra não aumentou mesmo depois de ter assistido à propaganda durante a final do futebol americano.

Estes dados mostram que apesar do investimento maciço, as empresas ganham mais com a repercussão de serem anunciantes durante o Super Bowl do que realmente no aumento de vendas – a base para qualquer ação publicitária.

Patrocinadores se beneficiam de estrelas do futebol

3 set

Por Gabriel Duque*

Propagandas com a participação de grandes jogadores de futebol não são mais novidade há tempos. Marcas como Nike e Pepsi se especializaram em produzir campanhas com diversas de estrelas. Os vídeos com temáticas inusitadas chamaram a atenção de torcedores e também de não-torcedores, foram sucesso na televisão e se tornaram virais na internet.

Apoiados nessa operação bem sucedida, cada vez mais as fabricantes de material esportivo investem em vídeos com seus atletas famosos e os patrocinadores dos clubes usam jogadores e técnicos em suas campanhas. Recentemente, o Bayern de Munique participou de uma empreitada dessas. A Paulaner, cervejaria que patrocina a equipe, idealizou uma ação de marketing com todos os jogadores e o técnico espanhol Pep Guardiola vestidos com trajes típicos da Baviera.

A ideia é promover a Oktoberfest, festa típica da região regada com muita cerveja que será realizada em outubro. Veja os bastidores da gravação neste link.

A Qatar Airways, patrocinadora do Barcelona, também divulgou uma campanha na qual o seu avião chega ao “país Barcelona”. Piqué como atendente da alfândega, Neymar como turista, Messi como professor de dança, Iniesta como pintor e Puyol destruindo o vaso com uma cabeçada participam do vídeo.  Confira:

Divertidas, curiosas e muito populares, essas campanhas são a nova forma de ganhar o torcedor/consumidor. Esperemos pela próxima.

* Gabriel Duque é jornalista formado pela Universidade São Marcos e trabalha como editor em uma empresa de mídia out of home,

EAD: Publicidade, TV e Comunicação no Comuniquese

22 ago

Site voltado principalmente para comunicadores e demais interessados na área da comunicação, o Comuniquese está com inscrições abertas para os cursos de “Publicidade” e “TV e Comunicação”. Oferecidos na modalidade on-line, as atividades começam em 1º de setembro.

Capitaneados por dois dos maiores nomes do mercado brasileiro – Washington Olivetto e Boni – os cursos estão com preços promocionais para quem fizer a matrícula até 31 de agosto.

Com o valor de 10 parcelas de R$ 19,90 cada um, as atividades têm um desconto para quem optar por fazer os dois cursos. Neste caso, o valor sair por 10 vezes de R$ 34,90.

Com conteúdo programático extenso e diversas disciplinas, vale a pena conferir esta oportunidade.

Neymar: estrela da TV aberta em junho

10 jul

Neymar ClaroLevantamento feito pela empresa Controle da Concorrência – que monitora o mercado publicitário – em junho, mostra o agora jogador do Barcelona Neymar como líder do ranking de aparições em propaganda na TV aberta.

Com 1307 aparições, o líder da Seleção Brasileira na Copa das Confederações desbancou a apresentadora Regina Casé e foi referência para Claro, Johnson Controls, Ambev, Unilever, Rede Globo, Volkswagem e Lupo neste período.

Atrás de Regina, com o 3º lugar no ranking apareceu o agora ex-jogador Raí seguido do também aposentado Ronaldo e do ator Reynaldo Gianecchini.

 

Donos do dinheiro e a apuração

2 jun

Ranking criado pelo jornal Meio & Mensagem – focado no mercado publicitário – mostrou a lista dos dez maiores anunciantes do Brasil em 2012.

Líder absoluta do segmento, a Casas Bahia investiu R$ 1,324 bilhão em ações publicitárias, enquanto que a Unilever foi a segunda colocada no ranking com R$ 1,146 bilhão investidos.

A diferença das duas primeiras posições para a Caixa Econômica Federal que ocupa o terceiro posto é gritante. O banco estatal gastou R$ 676,5 milhões em publicidade, quase meio bilhão a menos que as líderes.

A ideia desta pauta surgiu após o nosso amigo e colaborador Gabriel Duque enviar um link sobre o tema. No entanto, um fato chamou a minha atenção.

No texto citado, o valor do segundo colocado continha um algarismo a menos e assim era maior do que o primeiro. Ou seja, um erro de apuração. Após uma rápida pesquisa, constatei que os dados estavam errados, mas em nome da pressa das redações, muitos veículos acabaram publicando informações errôneas e além de não terem tomado o cuidado de checar a informação, ainda esbarraram em um conceito matemático.

Como lição deste post fica o fato de que a apuração dos dados é sempre primordial para a realização de um bom trabalho jornalístico.

“Meu foco é a comunicação”

26 maio

washington olivettoEm entrevista a Bruno Astuto – colunista da revista Época – o publicitário Washington Olivetto disse duas frases que gostaria de compartilhar.

A primeira: “Meu foco nem é a publicidade, mas a comunicação” mostra o quanto a área de conhecimento é mais importante que a temática em si.

Um bom profissional não deve se fechar em um único segmento. Pelo contrário, é preciso ampliar o repertório e agregar bagagem para construir uma carreira plena.

Já a segunda frase foi: “Tecnologia é bom, mas, sem uma boa ideia, a comunicação não acontece”. Novamente vemos a importância dos insights e principalmente da rede de conexões e referências que obtemos para desenvolver nosso trabalho.

Um dos principais nomes do mercado publicitário, Washington Olivetto já foi tema aqui no blog. O livro “O que a vida em ensinou” é primordial para quem almeja seguir na carreira publicitária.

Palestra: Belas Artes e Publicidade

22 maio

belas artesNa próxima terça, 28 de maio, a partir das 19h30, o Centro Universitário Belas Artes recebe o diretor-executivo da Associação dos Profissionais de Propaganda, André Porto Alegre, para a palestra: “O futuro é hoje e cabe nas mãos”.

A atividade gratuita e aberta ao público tem o cenário contemporâneo da profissão, as novas oportunidades que surgem na área e o panorama do mercado publicitário como temas.

A Belas Artes fica na rua Dr. Álvaro Alvim, 90, na Vila Mariana. Para mais informações, acesse o site.

Bis (também) na rede

19 maio
Foto: Ana Carolina Cunha

Foto: Ana Carolina Cunha

Assim como as balas Halls, o tradicional Bis também aproveitou-se do espaço nas embalagens de seus produtos para divulgar a página no Facebook: ChocolateBis.

Com mais de 4,9 milhões de curtir, o espaço traz informações e faz o relacionamento da marca com os clientes.

Parece que mais uma vez, as empresas reconhecem que há diversos espaços para divulgar suas marcas fugindo dos espaços tradicionais e investindo na convergência de mídias – neste caso do off-line para o on-line.