Tag Archives: Rede Globo

Bauducco e a propaganda de época

17 dez

Recentemente a Helô Spolador comentou durante a exibição da novela das seis na Rede Globo, Joia Rara, que a emissora perdia dinheiro como produções de época, pois não havia como fazer os chamados “product placement”, popularmente conhecidos como ‘merchandising’.

Parece que os responsáveis pela criação da agência AlmapBBDO ouviram os comentários da Helô e aproveitaram o fato da trama de Joia Rara passar na década de 1940 para mostrar o início da venda dos hoje tradicionais panetones em nosso país.

Ao criar um personagem chamado Sr. Bauducco que vende panetones em quitandas de imigrantes italianos, a marca conseguiu uma boa exposição até mesmo em uma novela de época.

Ao tomar cuidado também de usar embalagens antigas, os responsáveis pela ação conseguiram deixar tudo mais factível.

Ponto para agência de publicidade e para a marca que conseguiram aproveitar o clima de Natal e a oportunidade até então pouco explorada.

Clique aqui e veja a cena com o Sr. Bauducco.

Anúncios

Bonner, Losekann e a mudanças na Globo

27 ago

Já havia comentado aqui antes sobre a intimidade no telejornalismo na Globo. Lendo o livro do Heródoto Barbeiro, deparei-me com a seguinte declaração:

“Outro desafio era a quebra do paradigma de que o apresentador de notícias não podia rir ou mostrar qualquer tipo de emoção. O par de algemas era representado pelo TP, o tele prompter, onde está tudo escrito, as notícias e as ordens emanadas do veículo”.

Esta declaração serviu de base para um comentário que gostaria de ter feito antes, mas não o fiz por falta de tempo.

Na edição do Jornal Nacional do dia 13, Willian Bonner, ao chamar uma matéria sobre as mudanças nos critérios de concessão das tarifas sociais de energia elétrica, citou o fato do repórter Marcos Losekann ter deixado o posto de correspondente após 13 anos e voltado ao Brasil para integrar o time da sucursal de Brasília.

Este um fato de bastidor, ganhou notoriedade e comprovou a tese de que o telejornalismo da Globo está em busca de novas linguagens, tentando se aproximar cada vez mais do público.

A nova inspiração das nove

23 ago

A Rede Globo segue com seu novo padrão de chamadas para as próximas atrações da programação.

Agora a nova trama das seis, Joia Rara, escrita por Thelma Guedes e Duca Rachid é revelada ao público como “a nova inspiração das seis”.

Depois do “novo amor das nove” – Amor à Vida – e a “nova magia das onze” – Saramandaia – a emissora carioca mostra que o novo estilo veio para ficar.

Da Avenida Brasil para o mundo

17 jul

logo avenida brasilPouco menos de 1 ano após ter seu último capítulo exibido no Brasil – e causado uma frustração neste blogueiro – , Avenida Brasil de João Emanuel Carneiro bateu um novo recorde.

Vendida para 106 países, a trama da vingança de Nina (Débora Falabella) contra Carminha (Adriana Esteves) superou a então líder Da Cor do Pecado – do mesmo autor – e assumiu o posto de telenovela da Rede Globo mais exportada mundo a fora.

Na terceira colocação do ranking vem Terra Nostra de Benedito Ruy Barbosa, seguida por O Clone e Caminho das Índias, ambas de Glória Perez.

#AceitaLaura

7 jun

Ontem durante o intervalo da exibição do capítulo da novela “Amor à Vida”, da Rede Globo, um rapaz pediu a namorada em casamento em rede nacional.

Após a exibição do comercial, a hastag #aceitalaura – citada ao fim da peça publicitária – já disparava como Trending Topics do Brasil e durante todo o dia de hoje aparecia como patrocinada no Twitter.

A união de mídias – TV e redes sociais – mostra cada vez mais a força da convergência. Em minutos, o assunto da rede passou a ser o improvável pedido de casamento e sua repercussão.

Parte de uma ação da Nextel, a campanha conseguiu ‘criar uma conversa’, como definiu o professor José Carlos Carreira e mais do que isso causou reação nas pessoas.

São Paulo sem Libertadores

21 maio

Após a eliminação do Corinthians da Libertadores a colunista de TV da Folha, Keila Jimenez escreveu: “Ninguém ficou mais triste com a eliminação dos times paulistas da Libertadores da América do que a Globo.”

Também pudera com a saída de São Paulo e Palmeiras do torneio anteriormente, a emissora viu o time de Tite sucumbir diante do Boca Juniors nas oitavas-de-final na última quarta-feira.

Agora para a praça de São Paulo – maior referência do mercado publicitário – será exibido nesta quarta o filme “Encontro Explosivo” com Tom Cruise e Cameron Diaz, enquanto que o jogo do Santos pela Copa do Brasil será transmitido só para a Baixada Santista.

Em Minas Gerais, a Globo mostra o jogo de volta entre Cruzeiro e Resende também pela Copa do Brasil e o restante do país fica com a partida entre Fluminense e Olimpia do Paraguai válida pela ida das quartas-de-final da Libertadores.

Tropa de Elite 2 na Globo

1 abr

cartaz-do-filme-tropa-de-elite-2Hoje, 1º de abril, a Rede Globo leva ao ar o maior sucesso da história do cinema brasileiro: Tropa de Elite 2: O Inimigo agora é Outro, do diretor José Padilha.

Protagonizado por Wagner Moura, o longa assumiu a posição de maior bilheteria de nossa história ao ultrapassar a marca de mais de 10,7 milhões de espectadores nos cinemas.

À época do lançamento, o signatário deste blog fez alguns comentários sobre o filme.

Gonzaga: de pai para filho

16 jan

Depois do sucesso de “O Canto da Sereia”, a Rede Globo começou a exibir nesta terça-feira a microssérie “Gonzaga: de Pai para filho”. Originada do filme dirigido por Breno Silveiro, a obra – em quatro capítulos – conta a história do rei do baião Luiz Gonzaga e sua tumultuada relação com o filho Gonzaguinha.

Retrato do sertão nordestino, de onde partiram milhões de pessoas que ajudaram a construir o nosso país, a série conta como o ‘sanfoneiro’ se tornou a maior expressão popular de um estilo musical.

A microsserie se destaca também por mesclar imagens e fotografias antigas com as cenas gravadas em mais de 100 locações.

A trilha sonora repleta de canções ícones de nossa história como a própria “Asa Branca” e “A Vida do Viajante” é um personagem a parte da série. Através das músicas, relembramos partes de nossa vida e vemos o quanto importante é a cultura nordestina para a nossa formação.

O melhor foi ver os olhos dos meus pais brilhando ao ver as cenas que retratavam o lugar de onde vieram. Já disse aqui – em um post sobre o mesmo Luiz Gonzaga – o orgulho que tenho de ter o sangue nordestino.

Audiência – Em tempo, a atração marcou 20 pontos no Ibope da Grande São Paulo, com participação de 42%.

capa Gonzaga de pai para filho

O Canto da Sereia

9 jan

o canto da sereia

O capítulo de estreia da nova microsserie da Globo “O Canto da Sereia”, exibido nesta terça-feira, mostrou toda a força da teledramaturgia da emissora carioca.

Baseada no livro homônimo de Nelson Motta, a série em quatro capítulos chamou a atenção pela direção rápida e cenas impactantes já vistas antes no sucesso “Avenida Brasil”.

Não é para menos, com o mesmo diretor geral – José Luiz Villamarim – e o mesmo diretor de núcleo Ricardo Waddington, “O Canto da Sereia” traz em seu elenco atores que foram destaque na novela das 21h como a protagonista Isis Valverde, Marcos Caruso, Camila Morgado, Fabiula Nascimento, entre outros.

Com Salvador como cenário, o “noir baiano” como definiu Nelson Motta no subtítulo de seu livro, tem mistério e muito suspense na história que busca o assassino da cantora de axé em cima de um trio elétrico em plena terça-feira de Carnaval.

Escolher uma personagem como o nome de Sereia e aliar sua imagem à Iemanjá é fazer uma referência a mitologia e ao canto que seduz a todos.

Além da superprodução montada pela Rede Globo para fazer um verdadeiro “carnaval”, destaque para o sotaque da mineiríssima Isis Valverde como uma legítima baiana. Outro ponto alto da obra é a trilha sonora própria criada para que a atriz encarnasse verdadeiramente uma cantora.

Fica a impressão de que apenas quatro capítulos é muito pouco. Assim como em Dercy de Verdade, no ano passado, existe a sensação de que a história – muito boa e emblemática – poderia ser estendida por mais tempo.

Audiência – Em tempo, o capítulo de estreia marcou 21 pontos no Ibope da Grande São Paulo com 48% de participação.

Publicidade integrada

7 out

Que as telenovelas fazem parte da vida do brasileiro e influenciam em nossa sociedade não é segredo para ninguém. Logo, o uso de ações publicitárias neste meio são cada vez mais comuns.

Conhecidas como os famosos merchandisings, essas ações vendem de tudo: desde o sabão em pó usado pela protagonista até o sorvete consumido pela vilã.

Maior audiência da televisão brasileira, a novela das nove da Rede Globo é tida pelo mercado publicitário como potencial espaço para a divulgação de marcas e produtos.

Assim, ver a propaganda de um novo residencial sendo cobiçado pela ex-ricaça Verônica (personagem de Débora Bloch) se encaixou perfeitamente à trama de Avenida Brasil.

No entanto, uma ação mais ampla mostrou o poder de persuasão da novela. Mais do que citar o empreendimento em cena, o site do folhetim trouxe uma série de fotos do conjunto de casas e fez uma chamada no homepage da Globo.com.

Esta ação mostra que assim como o conteúdo a publicidade está integrada. Une as diversas mídias e ainda serve de case para os novos modelos de negócio.