Tag Archives: Seleção Brasileira

Álbum de figurinhas: uma paixão nacional

8 maio

robinho fora da copaFaltando pouco mais de 30 dias para a bola rolar e ainda sob a repercussão da convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo, outra febre toma conta do país do futebol.

O álbum de figurinhas oficial do torneio virou mania entre os apaixonados pelo esporte ou não. Crianças, adultos, homens e mulheres têm cromos com os rostos dos jogadores que entrarão em campo a partir de junho – pelo menos a grande maioria – já que no caso do time brasileiro, o atacante Robinho não foi convocado por Felipão.

Com diversos pontos de troca em vários locais do país, não é difícil encontrar inúmeras pessoas fazendo trocas dos cards em praças, escolas, shoppings e outros locais.

O clima da Copa está no ar e as procura por figurinhas só cresce.

O álbum do signatário deste blog feito em parceria com a Helô Spolador já está completo. E o seu?

Brasil e Rússia: as sedes entram em campo

17 jan

felipão na seleçãoEsta semana a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) confirmou os dois amistosos que a seleção brasileira masculina de futebol fará neste primeiro semestre.

Na primeira partida, o time de Luiz Felipe Scolari enfrentará a equipe da Rússia. Futuras sedes das Copas do Mundo de 2014 e 2018 respectivamente, as seleções jogam em Londres, no dia 25 de março.

Já o Maracanã receberá a o jogo contra a seleção inglesa no dia 02 de junho. O English Time terá a torcida carioca como 12º adversário na preparação dos brasileiros para a Copa das Confederações.

Neymar na seleçãoAtual 18º colocado no ranking da Fifa, o Brasil terá duas pedreiras pela frente se levado em consideração a lista. Em sexto lugar a Inglaterra assusta, assim como a Rússia na nona posição serão bons testes para a equipe de Neymar e Cia.

2012 – o ano sem dono e dos recordistas – PARTE 4

1 jan

Por Gabriel Duque

A seleção brasileira também não escapou de um ano movimentado, começando por uma mudança na cúpula. Ricardo Teixeira deixou a presidência da CBF e José Maria Marin assumiu o cargo. As alterações não pararam por aí e chegaram à beira do campo.

Após a prata em Londres e o fraco desempenho do time no Superclássico contra a Argentina, Mano Menezes foi demitido. O pentacampeão Felipão foi contratado para o ser o novo treinador e veio acompanhado do tetracampeão Parreira como diretor. Jogadores de currículo campeão pela seleção também foram destaque no ano.

Mano Menezes

Ronaldinho Gaúcho deixou o Flamengo brigado e apresentando um futebol bem abaixo do esperado, mas conseguiu dar a volta por cima no Atlético-MG e levar o Galo ao vice-campeonato brasileiro. Já Adriano continuou se envolvendo em polêmicas, voltou ao Flamengo, se tratou de lesão e foi embora do rubro-negro antes mesmo de reestrear.

Quem se aposentou foi o goleiro Marcos. Uma pena. Um dos atletas mais bem quistos no meio, cheio de personalidade e autor de verdadeiras pérolas em entrevistas, o arqueiro teve uma bonita festa de despedida do Palmeiras.

Marcos despedida

Mercado nacional – Se a seleção verde-amarela está se reestruturando, o futebol brasileiro começa a chamar cada vez mais a atenção dos gringos. O meia holandês Seedorf, de carreira vitoriosa pelo Milan, desembarcou no Botafogo, enquanto o uruguaio Forlán, eleito melhor jogador do Mundial de 2010, chegou ao Inter.

Outros atletas de renome regressaram ao país como o zagueiro Juan, que veio para o Inter, e o defensor Lúcio, de contrato com o São Paulo para 2013. No entanto, o mercado nacional ainda segue perdendo seus jovens talentos. Oscar, titular do Inter e da seleção olímpica, foi para o Chelsea e Lucas acertou sua transferência para o PSG, mas jogou até o fim do ano no São Paulo para se despedir com um título.

Lucas campeao sul-americana

Neymar: o dono da seleção do Mano

22 set

Por  Gabriel  Duque

Mano Menezes e Neymar/Mowa Press

Em campo com a camisa amarelinha, Neymar ainda não rendeu o que se espera dele. Mas nem por isso o atacante deixa de ser o grande astro do time e a esperança de melhores dias para a seleção brasileira. Novamente, nesta quarta, o jovem craque foi o nome da virada do time canarinho sobre a Argentina, com a assistência para o gol de Paulinho e um tento anotado de pênalti.

O técnico Mano Menezes até tentou negar, após a partida, que a equipe dependa de Neymar e disse inclusive que a seleção não é construída para o brilho individual da estrela santista. No entanto, o fato é que o camisa 11 é o dono do time. Contando com os jogos disputados nas Olimpíadas de Londres – com o time sub-23, o que não vale para termos estatísticos da CBF -, ele é o artilheiro e o atleta com mais partidas realizadas.

Na era Mano, o avante já defendeu o selecionado nacional 29 vezes e marcou 16 gols. Além dele, 22 jogadores já balançaram as redes. Após Neymar, como maiores goleadores aparecem Alexandre Pato com nove tentos, Leandro Damião com oito e Hulk com seis.

Na sequência da lista, Marcelo e Oscar fizeram três gols cada; Sandro, Daniel Alves, Lucas, Jonas, Fred e Rômulo anotaram dois cada; Thiago Silva, Ramires, Hernanes, Robinho, os laterais Rafael e Danilo, Nilmar, Paulinho, Ronaldinho e Jadson marcaram um.

Porém, apesar de Neymar ser nome certo na construção do time de Mano, boa parte das posições segue em aberto com esquema tático e posicionamento em campo ainda indefinidos. Diversas formações diferentes, principalmente no meio-campo, foram testadas.

No total, já foram 96 convocados para a disputa de 26 partidas, entre amistosos, Superclássicos e torneios como Copa América e Olimpíadas, em pouco mais de dois anos de trabalho. Foram 12 goleiros, 8 laterais pela direita, 13 zagueiros, 9 laterais pela esquerda, 16 volantes, 24 meias e 14 atacantes. E a Copa do Mundo em casa está cada vez mais próxima.

Ladeira abaixo

21 set

Em julho, nosso amigo Gabriel Duque falou sobre a evolução do futebol uruguaio no ranking da FIFA. Hoje, 21 de setembro, o registro fica pela pior posição da seleção brasileira desde a criação da lista, em 1993.

Após empatar com a Argentina em 0 a 0, o time de Mano Menezes ocupa a sétima posição no ranking com 1132 pontos, atrás de times como a atual campeão mundial Espanha, Holanda, Alemanha e o próprio Uruguai.

A sorte de CBF e companhia é que por ser sede do Mundial de 2014, o time já está classificado. Caso contrário…

Renovação

20 ago

Por Gabriel Duque

Mano Menezes assumiu a seleção brasileira com o compromisso de fazer uma renovação, trazendo jogadores jovens para o time e pensando no inédito e tão sonhado ouro olímpico nos Jogos de Londres, em 2012. Já se passou um ano com o treinador, foram 13 partidas disputadas e dez convocações realizadas.

Possíveis protagonistas do Brasil nos Jogos de 2012: Ganso, Neymar, Pato e Lucas

Durante o trabalho, 14 atletas com idade olímpica tiveram chance com o treinador. Vale lembrar que, nas Olimpíadas, só podem ser utilizados jogadores até 23 anos, mas há a oportunidade de levar três atletas acima deste limite.

Os convocados por Mano com idade olímpica são: os goleiros Gabriel (Cruzeiro), Neto (ex-Atlético-PR e atualmente na Fiorentina) e Renan (ex-Avaí e hoje no Corinthians); os laterais Rafael (Manchester United) e Danilo (Santos); o volante Sandro (Tottenham); os meias Lucas (São Paul), Paulo Henrique Ganso (Santos), Douglas Costa (Shakhtar Donetsk) e Philippe Coutinho (Inter de Milão); e os atacantes Neymar (Santos), Alexandre Pato (Milan), Leandro Damião (Internacional) e André (ex-Santos e atualmente no Atlético-MG).

Fundamentalmente, faltam opções para a zaga e para a lateral-esquerda. Para a posição de ala, pode-se recorrer à equipe sub-20 do Brasil, que está na final do Mundial da categoria, contra Portugal. Alex Sandro, do Santos, que se destacou no Sul-Americano e era titular, acabou cortado por lesão, mas Gabriel Silva, do Palmeiras, herdou a vaga e vem fazendo um bom papel. Também não se pode esquecer o lateral-esquerdo Fábio, do Manchester United, que terminou a última temporada europeia como titular.

Para compor a defesa, o time sub-20 não oferece muita segurança. O capitão Bruno Uvini, do São Paulo, não passa confiança, enquanto Juan, do Internacional, apesar de promissor, se mostra um tanto nervoso e atabalhoado em determinados lances. Pode ser neste setor do campo o momento de escolher jogadores mais experientes. Thiago Silva e David Luiz, ambos convocados com freqüência para a seleção principal, formariam uma ótima dupla.

Na seleção brasileira no Mundial Sub-20, goleiro Gabriel, lateral Danilo (camisa 2) e meia Philippe Coutinho (camisa 10) já foram convocados por Mano

O restante do elenco poderia ser composto pelos jovens da sub-20, como o volante Fernando, o meio-campista Casemiro, o armador Oscar e o atacante Henrique.  De fato, a geração é bastante promissora e tem boas chances de alcançar o almejado ouro olímpico. E, se o técnico do time em Londres for Ney Franco, que vem fazendo um ótimo trabalho no Mundial Sub-20, vejo ainda mais possibilidade da medalha dourada ser conquistada pelo Brasil.

Retaliação?

5 ago

Um ano após deixar o comando da seleção brasileira de futebol, o técnico Dunga vai falar pela primeira vez com uma emissora de televisão. E a escolhida foi a Rede Record.

Durante o programa “Esporte Fantástico” do sábado (06/08), o treinador – que não fala com a imprensa desde a eliminação do Brasil na Copa do Mundo de 2010 na África do Sul – comentará sobre a recente saída do time canarinho da Copa América na Argentina.

A informação veiculada pela coluna Outro Canal, editada pela jornalista Keila Jimenez, na Folha de São Paulo mostra algo visível para os brasileiros durante o Mundial do ano passado: a falta de tato do antigo treinador com a Rede Globo.

Vale lembrar que durante a estadia do ex-volante à frente da seleção, a relação com a emissora carioca não era das mais harmoniosas. Tanto que o treinador destitui alguns privilégios concedidos à Globo, ocasionando assim desentendimentos durante a Copa de 2010.

 *Contribuição editorial – Gabriel Duque

Teste para cardíaco

14 jul

Acabo de ler no blog da Patrícia Kogut, no O Globo, que a partida de ontem, entre Brasil e Equador pela última rodada da primeira fase da Copa América – disputada na Argentina – teve 39 pontos de audiência na Grande São Paulo e participação de 62% nos televisores ligados na Globo.

Apesar da narração de Galvão Bueno – e seus inúmeros chavões futebolísticos – a transmissão foi empolgante. Mais pelo jogo, que pegou fogo. Precisando da vitória para se classificar às quartas-de-final, o time de Mano Menezes suou a camisa e conseguiu uma bela vitória por 4 a 2.

Destaque para as atuações de Pato, Neymar e do equatoriano Caicedo – autor dos dois gols da equipe derrotada. As falhas do goleiro Júlio César também foram motivos de comentários.

Agora a seleção se prepara para o primeiro teste da fase final. No domingo, a partir das 16h00, a equipe enfrenta o mesmo Paraguai do empate por 2 a 2 por uma vaga na semifinal. Quem perder, faz a malas e ruma de volta para casa.

 

Pátria de salto-alto

4 jul

Marta, a melhor jogadora do mundo já foi tema de posts aqui em nosso espaço, mas a atuação da seleção brasileira feminina de futebol, ontem, no mundial da categoria disputado na Alemanha, merece o registro.

Os 3 a 0 impostos diante da Noruega e a classificação adiantada para as quartas-de-final da competição contrastaram e muito com a atuação da seleção masculina que ficou no 0 a 0 contra a Venezuela na estreia do time na Copa América.

Mais uma vez as mulheres brasileiras – principalmente as jogadoras de futebol – mostraram a raça e a determinação características de nossa nação, pelo menos pelo lado feminino do país.

Sexto Mundial Feminino bate à porta

27 jun

Por Gabriel Duque

Começou ontem na Alemanha a sexta edição da Copa do Mundo de Futebol Feminino. Atual bicampeã do torneio, a equipe anfitriã chega como favorita ao título da competição deste ano.

Logo na estreia, pelo Grupo A, a seleção alemã provou sua força contra um adversário complicado: o Canadá. Com uma vitória por 2 a 1, as germânicas passaram pelo selecionado canadense que teve seu melhor resultado em Mundiais, um quarto lugar em 2003.

O time canadense chegou embalado, após garantir presença no campeonato, desbancando os Estados Unidos, uma das maiores potências do futebol feminino. Vale lembrar que, no fim do ano passado, o Canadá superou o Brasil e conquistou o Torneio Cidade de São Paulo, em pleno Pacaembu.

Infelizmente, Canadá e Alemanha caíram na mesma chave. No entanto, as duas equipes devem seguir na competição e poderão voltar a se encontrar na fase de mata-mata. Na outra partida do grupo, a França venceu a Nigéria por 1 a 0.

Se no Grupo A há dois favoritos, o Grupo C reserva emoções maiores, com Estados Unidos, Coreia do Norte e Suécia prometendo grande equilíbrio.

Campeãs em 1991 e 1999, as norte-americanas precisaram passar pela repescagem para chegar à Copa. Mas a equipe não deve se abalar com isso, já que são bicampeãs olímpicas e, em Mundiais, sempre subiram ao pódio.

As asiáticas têm crescido de produção e mostrado resultados imponentes na base, faturando o título do Sub-20 em 2006 e o vice da categoria em 2008 e levantando a taça no Sub-17 em 2008. Já a Suécia quer reviver seus momentos mais promissores, quando foi vice-campeã em 2003.

Marta e Cia

A última chave conta com a Seleção Brasileira, que caminhará pelos gramados germânicos em busca do inédito e sonhado título mundial. O Grupo D traz uma adversária de peso e duas surpresas. A Noruega é velha conhecida e já foi campeã da competição em 1995, mas, ultimamente, tem sido superada pelo time comandado dentro de campo por Marta. Francas-atiradoras, a Austrália vem credenciada pela conquista das Eliminatórias Asiáticas e Guiné-Equatorial é a vice-campeã africana.

O time canarinho, vice-campeão no último torneio em 2007, vê em Marta, eleita a melhor do mundo cinco vezes, sua esperança para levantar o caneco. Além da camisa 10, Cristiane, com seu faro de gol, também pode ser fundamental.

A dupla conta ainda com a experiente Formiga, que, aos 33 anos, chega ao seu quinto mundial. A estreia verde-amarela acontece no dia 29 de junho, próxima quarta-feira, e será contra a Austrália, na cidade de Moenchengladbach, às 13h15 (de Brasília).