Tag Archives: Mundial Interclubes

Inter espanta a zebra e leva o tri

18 dez

Antes de mais nada gostaria de pedir desculpas aos leitores de nosso blog, pois este post deveria ter ido na íntegra ao ar, ontem, mas problemas alheios a vontade deste que vos bloga impediram a publicação.

A Inter de Milão não tomou conhecimento do Mazembe e despachou a zebra africana no Mundial Interclubes disputado nos Emirados Árabes Unidos. Com o placar de 3 a 0, os italianos conquistaram o terceiro título mundial de sua história.

E o feito demorou algumas décadas. Os dois primeiros mundiais da equipe europeia foram conquistados nas temporadas de 1964 e 1965.

A vitória sobre o time da República Democrática do Congo fechou o ano espetacular do time de Milão. Foram cinco títulos: Campeonato Italiano, Copa da Itália, Supercopa Italiana, Liga dos Campeões da Europa e agora o Mundial Interclubes.

O jogo – A Inter não deixou com que o Mazembe jogasse e logo no início da partida, Pandev abriu o placar. Logo depois, o camaronês Samuel Eto’o, eleito o melhor jogador do Mundial , ampliou. Para fechar o placar Biabiany finalizou a fatura.

Bronze – Eliminado pelo Mazembe nas semifinais, o Internacional de Porto Alegre venceu o Seongnam Ilhwa por 4 a 2 e terminou a disputa na terceira colocação. Os gols do time brasileiro foram marcados por Tinga, D’Alessandro e Alecsandro (2). Os sul-coreanos descontaram com o colombiano Molina.

Anúncios

Inter de Milão despacha Seongnam e vai à final

15 dez

 

Dessa vez a zebra não deu as caras em Abu Dhabi e o Inter de Milão passou tranquilamente pelo Seongnam Ilhwa, nesta quarta-feira, pelo placar de 3 a 0.

Agora os italianos se preparam para encarar o Mazembe, da República Democrática do Congo, na disputa pelo título do Mundial Interclubes, enquanto que os sul-coreanos pegam o Internacional de Porto Alegre, na briga pelo terceiro lugar. Os dois jogos estão marcados para sábado.

Com gols de Zaneti, Stankovic e Diego Milito, a atual campeã da Liga dos Campeões da Europa não deu a menor chance para o time asiático que sonhava repetir o feito do Mazembe, ao eliminar o Internacional, ontem.

Nos pênaltis, Pachuca vence Al-Wahda e termina em 5º

15 dez

 

Nesta quarta-feira, os mexicanos do Pachuca bateram o time local do Al-Wahda e terminaram o Mundial Interclubes, que está sendo disputado nos Emirados Árabes Unidos, na quinta colocação.

Mas a posição foi conquistada com muito suor. Perdendo a fase inicial por 2 a 0, o time da CONCACAF contou com a estrela de Dario Cvitanich, marcador dos dois gols salvadores, nos últimos dez minutos de jogo, para levar a briga para os pênaltis.

Após abrir o marcador com Ismaeil Matar e Mahmoud al Hammadi, o time anfitrião viu o Pachuca se recuperar, empatar o jogo e vencer a disputa nas penalidades por 4 a 2, levando o quinto posto no Mundial.

Zebra africana derruba Internacional

14 dez

 

Inacreditável. O bom de ter um blog é justamente o fato de poder dar ao texto o foco que você quer. Como sou o próprio editor, tanto faz a maneira ao qual me refiro a um determinado assunto.

Pois bem, antes mesmo do Mundial Interclubes começar, escrevi esse texto aqui sobre a desigualdade do sistema imposto pela FIFA, favorecendo os times da Europa e da América do Sul.

Hoje, 14 de dezembro, o Mazembe, tetracampeão africano e representante da República Democrática do Congo bateu o Internacional, atual campeão da Libertadores por 2 a 0 e se classificou para a decisão do título mundial, no sábado.

Dessa história algumas lições, muitas delas vários chavões: O jogo só acaba quando o juiz acaba; entre quatro linhas não há favoritismo, entre outras.

Entra aqui o ponto de vista inicial apontado neste post. Quando o Mazembe passou pelos mexicanos do Pachuca, meu amigo Gabriel Duque – com que já havia falado sobre a possibilidade da vitória africana – considerava a equipe da CONCACAF favorita.

Não quis, no post sobre a vitória africana tratar o Mazembe como zebra e o Pachuca como o favorito derrotado. Mas diante da vitória de hoje, não dá para deixar o trocadilho de lado: a zebra africana deixou a savana e invadiu o campo nos Emirados Árabes Unidos.

Das cenas vistas agora pelo signatário deste blog, ficam o choro da colorada vestida de árabe e a dança de comemoração pelo feito histórico de Kidiaba, Kabangu, Kaluyituka e companhia. Agora basta esperar e ver amanhã o jogo entre a “favorita” Inter de Milão e os sul-coreanos do Seongnam Ilhwa.

Sul-Coreanos despacham donos da casa e pegam Inter de Milão

13 dez

 

No último sábado, o atual campeão asiático, Seongnam Ilhwa bateu o Al-Wahda por 4 a1 e garantiu uma vaga na semifinal do mundial Interclubes que está sendo disputado nos Emirados Árabes Unidos.

Com gols de Maurício Molina, Sasa Ognenovski, Choi Sung Kuk e Cho Dong Geon, a equipe sul-coreana não teve dificuldade para passar pelo time local que descontou com o brasileiro Fernando Baiano.

Agora o Seongnam Ilhwa enfrenta, na quarta-feira, o atual campeão da Copa dos Campeões da Europa, o italiano Inter de Milão. Na outra semifinal, jogam os africanos do Mazembe contra o Internacional de Porto Alegre.

Mazembe supera Pachuca e pega Internacional

10 dez

 

Com um gol logo no início da partida, o Mazembe, tetracampeão africano passou pelo Pachuca e classificou-se para a semifinal do Mundial Interclubes, que está sendo realizado, nos Emirados Árabes Unidos. A equipe enfrenta agora o campeão da Libertadores, Internacional na terça-feira.

O gol da classificação foi marcado pelo meio-campista Mbenza Bedi, aos 19 minutos do primeiro tempo e desde então o time da República Democrática do Congo conseguiu segurar os mexicanos para avançar de fase.

Depois de perder para os sul-coreanos do Pohang Steelers e para o Auckland City, da Nova Zelândia, no ano passado, o time africano já chegou pelo menos no quarto posto na edição de 2010.

Al-Wahda bate Hekari e avança no Mundial

8 dez

 

Na partida inaugural do Mundial Interclubes da FIFA, realizada nesta quarta-feira em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, o time local do Al-Wahda venceu o Hekari United, representante de Pápua Nova Guiné, por 3 a 0 e avançou de fase.

Agora, a equipe enfrenta o Seongnam Ilhwa, atual campeão asiático, no sábado. O vencedor do confronto pega a Inter de Milão, na disputa por uma vaga na grande final.

A vitória dos donos da casa foi construída com o tempero brasileiro. Os dois primeiros gols foram marcados por atletas nascidos em terras tupiniquins. Coube ao meia Hugo abrir o placar e ao centroavante Fernando Baiano aumentar. Já no segundo tempo Abdulraheem Jumaa ampliou e fechou a fatura.

Em busca do topo do mundo

8 dez

A última competição oficial da FIFA, o Mundial Interclubes, acontece a partir desta quarta-feira, nos Emirados Árabes Unidos. Até o dia 18 deste mês, sete equipes disputam o maior título entre times do planeta.

Favoritos, a Inter de Milão e o Internacional entram apenas nas semifinais. Já hoje é o dia da disputa das preliminares entre o representante da Oceania, o Hekari United contra o time local do Al Wahda. O vencedor do confronto luta por uma vaga contra os sul-coreanos do Seongnam Ilhwa.

Na sexta-feira é a vez dos africanos do Mazembe enfrentarem os mexicanos do Pachuca. Quem passar por essa fase pega o Internacional na semifinal. Já o vencedor da primeira chave encara o Inter de Milão.

Veja abaixo as principais informações de cada concorrente ao título:

Internacional – O time do Rio Grande do Sul conquistou neste ano seu segundo título da Libertadores, ao bater os mexicanos do Chivas com duas vitórias. Após sagrar-se campeão mundial em 2006, superando o Barcelona na final, a equipe gaúcha luta pelo bicampeonato também a nível mundial.

Inter de Milão – A Internazionale vai em busca de seu terceiro título planetário, após ficar fora da disputa durante 45 anos. Detentora da tríplice coroa da temporada 2009/2010 – vencedora da Liga dos Campeões, Campeonato Italiano e Copa da Itália – a equipe espera fechar o ano com todos os títulos.

Pachuca – Após vencer a Liga dos Campões da CONCACAF em um duelo com os compatriotas do Cruz Azul, o time mexicano chega para a disputa de seu terceiro Mundial Interclubes da FIFA em busca de uma melhor posição do que o quarto posto alcançado em 2008.

Seongnam Ilhwa – Após passar pelos iranianos do Zob Ahan, na final da Liga dos Campeões da Ásia, o time sul-coreano conquistou seu segundo título asiático, garantindo vaga no Mundial da FIFA.

Mazembe – Tetracampeão africano, o Mazembe representa pela segunda vez consecutiva a República Democrática do Congo na disputa pelo título mundial nos Emirados Árabes Unidos. No ano passado, a equipe ficou na sexta colocação ao perder os jogos para os sul-coreanos do Pohang Steelers e o Auckland City, da Nova Zelândia.

Al Wahda – Vencedor da Liga dos Emirados Árabes na temporada 2010 após cinco anos sem levantar o caneco, o time local entra na disputa em busca de uma posição no cenário mundial.

Hekari United – Considerado o azarão do torneio, os representantes de Pápua Nova Guiné quebraram a hegemonia que reinava na Oceania. Primeiro time fora da Austrália ou Nova Zelândia a vencer a Liga dos Campeões do continente, a equipe é tetracampeã consecutiva do certame nacional local.