Tag Archives: Facebook

O poder do Facebook em debate

6 jun

facebookNa terça-feira, 25 de junho, a Scup – empresa de monitoramento de redes sociais – em parceria com a Faculdade Cásper Líbero promove o encontro “O poder do Facebook em debate”.

Com a presença de grandes nomes do mercado, a atividade vai discutir como fazer campanhas de sucesso, como mensurar resultados, desafios do e-commerce, entre outros.

O evento marcado para acontecer no Teatro do Cásper Líbero, das 15h às 19h, tem como ingresso a doação de leite em pó ou um agasalho.

Para mais informações e inscrições, acesse o site.

Anúncios

Bis (também) na rede

19 maio
Foto: Ana Carolina Cunha

Foto: Ana Carolina Cunha

Assim como as balas Halls, o tradicional Bis também aproveitou-se do espaço nas embalagens de seus produtos para divulgar a página no Facebook: ChocolateBis.

Com mais de 4,9 milhões de curtir, o espaço traz informações e faz o relacionamento da marca com os clientes.

Parece que mais uma vez, as empresas reconhecem que há diversos espaços para divulgar suas marcas fugindo dos espaços tradicionais e investindo na convergência de mídias – neste caso do off-line para o on-line.

Halls e as redes

10 maio
Foto: Ana Carolina Cunha

Foto: Ana Carolina Cunha

Sucesso entre jovens e adolescentes, as balas Halls usaram da percepção para melhor divulgar seus endereços nas redes sociais.

Já que todas as balas são embaladas com papéis descartáveis, por que não divulgar a mensagem através desse espaço.

A meu ver, a grande sacada da Halls foi aproximar as redes já conhecidas do seu público com o produto diretamente.

Como efeito de ilustração, no momento em que este post está sendo divulgado o perfil da Halls no Twitter (@HallsBrasil) tem mais de 27 mil seguidores, enquanto que a página do Facebook (HallsBrasil) já ultrapassou a marca de 4,1 milhões de curtir.

Natura e a convergência de redes

8 fev

A cena foi rápida, mas os mais de 1,9 milhão de seguidores do perfil oficial da Natura no Facebook já sabiam que a personagem Nilceia, interpretada pela atriz Paula Pereira, citaria nesta quinta a marca de cosméticos na novela “Salve Jorge”, da Rede Globo.

A citação curtida por mais de 1,3 mil pessoas mostra a convergência das mídias cada vez mais forte com a ascensão das redes sociais. Chamar o público para assistir à novela é criar um ciclo já que a própria Natura é anunciante da obra.

Além do mais, a Natura expande a citação da marca para além do diálogo entre as personagens, ampliando a ação desenvolvida.

Da Rede para a prateleira

8 jan

capa whisky com bolachas 1Sucesso no Facebook com mais de 20 mil curtidas em sua página, o perfil fake do presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio conseguiu romper uma barreira.

Irônico e bem-humorado, o criador anônimo da página saiu da rede para lançar recentemente o livro “Whisky com Bolachas”, reunindo as melhores pérolas divulgadas no perfil.

Símbolo da integração entre o digital e o papel, a obra é a prova de que cada vez mais o mundo está ligado nas novidades vindas da internet.

Com todo o humor ácido característico do perfil, o livro mostra por que atraiu a atenção da editora para a publicação.

Para quem já curtia a página de Juvenal fake esta é uma boa oportunidade de guardar as pérolas para a eternidade. Quem ainda não conhecia, fica a dica.

 

Retrospectiva Facebook 2012

13 dez

Na primeira lista de recordações do ano que se encerra, o Facebook divulgou os destaques dos assuntos mais comentados da rede social.

Na categoria “Mais Populares”, a novela Avenida Brasil, da Rede Globo, superou o Corinthians e o Carnaval e foi o tópico mais discutido do ano na rede.

Em relação aos “check-ins”, o parque Ibirapuera em São Paulo foi o local mais marcado pelos usuários do Facebook com as praias de Ipanema e Copacabana, no Rio de Janeiro, fechando o pódio.

Já no quesito “músicas”, a cantora britânica Adele foi destaque com cinco hits no top 10, sendo a primeira com “Rolling in the Deep”.

O ano ainda está longe de acabar, mas as retrospectivas e balanços já começaram.

No clima de retrospectiva, para quem gosta e para quem quer conhecer, veja e ouça abaixo Adele e Rolling in the Deep:

 

 

Obama na rede

7 nov

Reeleito presidente dos Estados Unidos, Barack Obama é conhecido por sua popularidade nas redes sociais.

E a comemoração pelos próximos quatro anos à frente do comando os norte-americanos mostrou-se como um claro exemplo desse poder de engajamento de seus seguidores.

Postada após a confirmação da vitória, a foto do abraço de Obama e a primeira-dama Michelle foi a imagem mais “curtida” da história do Facebook. Até o momento deste post, 3.795.034 pessoas haviam clicado no sinal de positivo característico da rede social.

E não foi só isso, Obama também tem o título de post mais retuitado na história do Twitter. Simplesmente 761.072 espalharam a mesma foto para comemorar o resultado na eleição.

Definitivamente os melhores índices já alcançados nas redes sociais.

Abraço de Obama e Michelle entra para história

 

Estamos na rede – cada vez mais

1 out

No mês em que o Leia e Opine comemora dois anos de fundação, finalmente o signatário do blog resolveu aderir as tão reverenciadas Redes Sociais.

Agora aos fãs e amigos, basta curtir a página no Facebook (http://www.facebook.com/LeiaeOpine) e/ou seguir o perfil no Twitter @LeiaeOpine para se manter bem informado.

E como em uma boa rede social, espalhe essa informação por aí!

O fenômeno Facebook

23 fev

 

Ainda não tenho Facebook. Até quando não sei. Sinto-me nadando contra uma maré. Ou seria um verdadeitro tsunami. Um site iniciado em um alojamento de Harvard, no longínquo ano 2004. Sim, cerca de sete anos para a tecnologia e neste caso o exemplo mais bem sucedido na área é muito tempo.

Ouvi falar a primeira vez do Facebook, no ano passado. Após a sua volta do intercâmbio, meu amigo Akio Uemura se aprofundou no site e ‘viciou’ na tela azul e branca.

Pois bem, agora o case de sucesso está nas prateleiras das livrarias retratadas em “Bilionários por Acaso” ou nas telas de cinema com o candidato ao Oscar “A Rede Social”. Conclui a leitura do livro hoje.

Meus comentários sobre a obra se resumem a uma frase: “Quem foi ouvido para a elaboração do texto?”. Logo no início, o autor Ben Mezrich diz que tentou falar com o idealizador do site – Mark Zuckerberg – mas este se manteve no direito de não contar nada.

Coube então ao brasileiro Eduardo Saverin – co-fundador do site – a entrevista que deu base ao livro assim como inúmeras outras fontes pesquisadas. Ao meu ver, a obra mostra como uma ‘amizade’ pode ser destruída em nome de um objetivo.

Não vou fazer méritos da situação de Zuckerberg, Saverin ou dos irmãos Tyler e Cameron Winklevoss – para isso, basta que os interessados leiam o livro ou assistam o filme (fato que o farei quando estiver à disposição), mas agora fica a pergunta: Será que vou entrar para o ‘seleto’ grupo do Facebook? Acho que sim. Afinal como mostra o livro, este é um caminho sem volta.