Tag Archives: Televisão

A cultura na televisão

24 abr

clipart televisaoEstudo recente encomendado pela BBC de Londres colocou a TV Cultura como a segunda melhor emissora do mundo em qualidade. Líder de audiência no Brasil, a Rede Globo ficou com a 28ª colocação no ranking que conta as 66 principais redes de 14 países.

Esse panorama esbarra no binômio audiência X qualidade. Por que a líder do mercado é considerada menos qualitativa do que aquela que ocupa a 6ª posição no ranking do Ibope da Grande São Paulo?

Escrito pelo Prêmio Nobel de Literatura, Mario Vargas Llosa, o livro “A civilização do espetáculo” pode ajudar a encontrar pistas para esta questão. Pistas no sentido de caminhos, já que encontrar respostas para uma pergunta tão complexa pode não ser tão simples.

Ao abordar temas como cultura em geral, política, jornalismo de celebridades, sensacionalismo, o livro de Llosa esmiúça o porquê as pessoas preferem determinados tipos de programas ao invés de outros.

Uma possível resposta – Vivemos em uma sociedade na qual somos bombardeados de informações em todos os momentos, ficando difícil compreender tantos sinais. Por isso, cada vez mais as pessoas buscam facilidades, códigos que já se apresentam decodificados e explicados.

A procura por uma informação já processada e de preferência com uma embalagem estética apropriada pode ser considerada uma das hipóteses para audiência da TV Globo ser superior à TV Cultura, mesmo esta tendo programas de qualidade superior na questão cultural.

Resumindo, o público busca conteúdo fácil e com forte teor de entretenimento. O dia a dia atribulado faz com que as pessoas busquem formas de diversão e não percam tempo com programas que levem a análise crítica da sociedade.

Anúncios

GShow: o site de entretenimento da Globo

13 jan

O fato de uma empresa de comunicação fazer ‘autopropaganda’ e divulgar novas atrações da programação ou outras atividades não é novidade para ninguém.

Mas, quem assistiu o Jornal Nacional no último sábado se deparou com uma matéria de 3 minutos e 30 segundos (muito se comparado o tempo de um telejornal) sobre o novo portal da emissora dedicado ao entretenimento: o GShow.

Com entrevistas de atores no Projac (a central de produção da Globo), a repórter Lilia Teles ensinou didaticamente como o usuário deveria acessar o novo espaço e quais as novidades que este encontraria na página como os sites dos programas e novelas da emissora .

Convergência de mídias – A busca por material exclusivo que ‘converse’ com o conteúdo exibido na televisão é uma tendência atual. Cada vez mais as pessoas procuram na internet informações sobre aquilo que assistem na TV.

Ponto para a Globo que sabendo se aproveitar deste filão investiu em um mercado que só tem a crescer.

Pautas de final de ano batidas?

28 dez

Assistir televisão durante o período entre Natal e Ano Novo requer paciência e principalmente força de vontade para não pensar: acho que já vi isso antes. Sim,as pautas de final de ano – especialmente dos programas matinais – são sempre as mesmas: como arrumar as malas para a viagem, como se proteger do sol, dicas do que fazer com as sobras da ceia, entre outros milhares de exemplos.

A questão levantada aqui é: falta criatividade aos produtores para proporem novas pautas ou o interesse do público justifica a mesma repetição todos os anos?

O modo de fazer TV não é o forte do signatário deste blog, mas como telespectador me pergunto o que leva uma pessoa a assistir um programa que não acrescenta em nada, ainda mais quando as pautas se repetem em programa de diferentes emissoras. Fica aqui a questão a ser discutida.

Publicidade integrada

7 out

Que as telenovelas fazem parte da vida do brasileiro e influenciam em nossa sociedade não é segredo para ninguém. Logo, o uso de ações publicitárias neste meio são cada vez mais comuns.

Conhecidas como os famosos merchandisings, essas ações vendem de tudo: desde o sabão em pó usado pela protagonista até o sorvete consumido pela vilã.

Maior audiência da televisão brasileira, a novela das nove da Rede Globo é tida pelo mercado publicitário como potencial espaço para a divulgação de marcas e produtos.

Assim, ver a propaganda de um novo residencial sendo cobiçado pela ex-ricaça Verônica (personagem de Débora Bloch) se encaixou perfeitamente à trama de Avenida Brasil.

No entanto, uma ação mais ampla mostrou o poder de persuasão da novela. Mais do que citar o empreendimento em cena, o site do folhetim trouxe uma série de fotos do conjunto de casas e fez uma chamada no homepage da Globo.com.

Esta ação mostra que assim como o conteúdo a publicidade está integrada. Une as diversas mídias e ainda serve de case para os novos modelos de negócio.

Vai deixar saudades

28 set

Empreguetes

Termina nesta sexta-feira, a novela Cheias de Charme. Grande sucesso do horário das 19 horas na Rede Globo, a trama protagonizada por Leandra Leal (Rosário), Taís Araújo (Penha) e Isabelle Drummond (Cida) entra para a história como a primeira a unir de maneira positiva internet e televisão.

Grande tendência no futuro próximo, essa união ficou evidente na trama de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira com a divulgação do clipe “Vida de Empreguete” primeiro na rede para ser exibida somente depois durante a novela.

Com a popularização da internet e o consequente crescimento das redes sociais, fica claro que o futuro da TV e por tabela das novelas tendem a caminhar cada vez mais para a convergência, sendo Cheia de Charme, a pioneira na união dessas mídias.

Com a chamada classe C em destaque, a trama se destacou também por mostrar a vida e artistas e a busca pela fama através das personagens de Cláudia Abreu (Chayenne), Fabian (Ricardo Tozzi) e Socorro (Titina Medeiros).

Fugindo dos clichês – Outro ponto que merece menção foi o fato do segredo envolvendo o personagem Inácio. Contrariando o óbvio – defendido por este blogueiro – Inácio não era irmão gêmeo de Fabian e sim ‘vítima’ de uma cirurgia plástica para ficar parecido com o ídolo das domésticas.

Retroalimentando

23 set

Já comentei aqui que alguns dos Trending Topics do Twitter, muitas vezes, estão relacionados a programas que estão sendo exibidos naquele momento na televisão.

No entanto, uma nova tendência vem ganhando força e mostrando-se como uma nova estratégia das emissoras, principalmente da Rede Globo.

Depois do programa “Amor e Sexo”, vi hoje que o “The Voice Brasil”, nova atração da emissora do Jardim Botânico utiliza os twites dos internautas durante a transmissão do programa, criando uma “retroalimentação de duas vias”.

Primeiro o programa que está sendo exibido serve de conteúdo para as redes sociais e as mesmas redes alimentam o programa, com as mensagens sendo reproduzidas.

A relação TV e Twitter

10 fev

Em dezembro do ano passado, a colunista de O Globo, Patrícia Kogut, em uma de suas colunas afirmou: “É uma mostra de que a TV e a internet se interalimentam”, referindo-se às visitas dos sites das novelas após as exibições dos capítulos.

Deste pressuposto surge um fato novo: basta um programa de televisão chamar a atenção, tanto na audiência medida no IBOPE quanto na repercussão gerada na rede e em instantes transforma-se no assunto mais comentado do momento, figurando assim nos Trending Topics do Twitter.

Exemplos clássicos desse ‘comportamento’ são a atual novela das 21h, da Rede Globo, “Fina Estampa” que geralmente tem seus personagens entre os mais citados na hora de exibição. Basta o ator ter um destaque no capítulo e logo seu nome passa à lista dos TT’s.

Assim também aconteceu ontem com a série “As Brasileiras”, de Daniel Filho. O episódio protagonizado por Cláudia Jimenez, “A Inocente de Brasília”, logo que foi ao ar já estava como um dos assuntos mais comentados do momento.

No entanto, outros exemplos não estão ligados diretamente à audiência verificada pelo IBOPE. O programa “Mulheres Ricas“, exibido pela Bandeirantes é um fenômeno no Twitter, pois atinge grande repercussão, sem necessariamente ultrapassar os cinco pontos na medição oficial.

Eis aqui uma questão a ser abordada. De acordo com Patrícia, nem sempre o que se posta no Twitter é positivo: “Acho legal você observar que o fato de algo entrar para os Trending não significa que esteja agradando. Muitas vezes entra por excesso de crítica. Significa que está mobilizando quem está ligado no Twitter,” diz a jornalista.

Independentemente do posicionamento das pessoas que comentam no Twitter, outro fato é indiscutível: a ferramenta de microblog tornou-se um verdadeiro termômetro da internet atual, onde as tendências são verificadas.

A essência é o básico

8 jan

Um dos variados sites que sempre consulto é do autor de novelas Aguinaldo Silva. Sua ironia e seu modo de escrever chamam a atenção, desde a época em que a página virtual era apenas um blog.

Recentemente, o novelista publicou um artigo assinado por José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni. Um dos idealizadores do “padrão Globo de qualidade”, o pai do diretor Boninho é um dos mais respeitados profissionais quando o assunto é televisão.

No entanto, ao falar sobre a importância de cenário, figurino e outros objetos que alimentam a fábrica de sonhos que é a TV, Boni usa uma frase marcante: “Fazer televisão é fácil. Comunicar é difícil.”

Ou seja, para Boni a forma é importante, mas não o primordial. Não se pode ter um programa impecável no visual se o conteúdo apresentado é de baixa qualidade. Infelizmente, para infelicidade da televisão brasileira, profissionais como Boni já não atuam mais e o que se vê ao “zapear” pelas emissoras é um festival de produtos fracos e sem compromisso com a população.